Motoristas com o IPVA em ATRASO são AMEAÇADOS e podem perder seus veículos

Os motoristas brasileiros que ainda não se organizaram para pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) estão sujeitos a consequências. O imposto é cobrado todo início do ano para veículos automotivos de todo país, podendo ser pago à vista ou parcelado.

ipva
Motoristas com o IPVA em ATRASO são AMEAÇADOS e podem perder seus veículos (Foto: FDR)

O pagamento do IPVA é obrigatório. A única exceção fica para quem tem direito a isenção por lei, normalmente esse é um benefício garantido para carros que possuem mais de 15 anos de fabricação.

A organização vai depender da legislação de cada estado. Eu explico melhor sobre as isenções concedidas aos motoristas nesta matéria.

Quais as consequências de não pagar o IPVA?

Quem não paga o IPVA dentro do calendário terá que lidar com as consequências. Na verdade, o imposto pode ser pago junto com a taxa de licenciamento, mas neste caso não terá o valor original, mas será reajustado conforme o tempo de atraso. 

As penalidades por não pagar o imposto na data são:

  • Aplicação de juros aumentando o valor original;
  • Multa de até 20% do valor do imposto;
  • Apenas opção de pagamento à vista, sem parcelamento;
  • Pendência que constará como débito do veículo, impedindo que ele seja vendido ou transferido;
  • Sujeito a guincho em blitz policial. 

Como pagar o IPVA que está atrasado?

Quem percebeu que deixou de pagar o IPVA na data correta, precisa regularizar as pendências o quanto antes. Quanto mais deixar atrasar, mais juros serão aplicados aumentando o valor original do débito do seu veículo. 

A Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) é o órgão responsável pela emissão do imposto, e por sua cobrança. Para regularização das pendências basta procurar pela Sefaz do seu estado. 

  • Acesse o site da Sefaz do estado em que mora;
  • Procure por “IPVA” ou “Débitos do veículo”;
  • Informe o número do Renavam, e a placa do veículo;
  • Todos os débitos ficarão disponíveis, emita a guia de pagamento. 

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com