Beneficiários do BPC são liberados a receber auxílio EXTRA de R$ 706; confira lista dos NIS CONTEMPLADOS

Com o intuito de estimular a integração de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, o Governo Federal está realizando o pagamento do Auxílio-Inclusão para beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada) que decidirem ingressar ou retornar ao mercado de trabalho.

Beneficiários do BPC são autorizados a receber auxílio
EXTRA de R$ 706; confira lista dos NIS CONTEMPLADOS. (Imagem:  Jeane de Oliveira/ FDR)

O Auxílio-Inclusão paga metade de um salário mínimo, ou seja, o beneficiário recebe o valor de R$ 706, que é pago por tempo indeterminado, desde que os pré-requisitos continuem sendo cumpridos ao longo do tempo. Assim, se o beneficiário tiver um aumento salarial no emprego e ultrapassar o teto previsto para recebimento do benefício, ele será suspenso.

A especialista Lila Cunha, colaboradora do FDR, comenta mais sobre o BPC, confira.

Como funciona?

Antes do Auxílio-Inclusão, às pessoas com deficiência que começavam a trabalhar de forma remunerada, tinham os pagamentos do BPC suspensos. Mas desde 2021 os valores passaram a ser pagos como este auxílio com metade do valor de R$ 1.412, ou seja, R$ 706.

Vale lembrar que se o beneficiário ficar desempregado por qualquer motivo, ele voltará a receber o BPC com seu valor integral, basta entrar em contato com o INSS indo até a agência ou ligando para o número 135, que possui autoatendimento.

Quem tem direito ao Auxílio-Inclusão?

Para ter direito ao recebimento do Auxílio-Inclusão, é necessário cumprir alguns pré-requisitos estabelecidos pelo Governo, entre eles:

 

Yasmin NascimentoYasmin Nascimento
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com MBA em Digital Strategy, também pela Unicap. Com experiência em redação e redes sociais.
Sair da versão mobile