Governo aprova empréstimo EXCLUSIVO para MEI

É comum que o MEI (Micro Empreendedor Individual) sinta mais dificuldade em pedir empréstimo no banco. Como o empresário trabalha com um limite de faturamento mais baixo, se comparado as demais empresas, ele precisa provar que consegue pagar pelo crédito emprestado. O governo federal bsuca investir nesses pequenos negócios com menos burocracia. 

crédito mei
Governo aprova empréstimo EXCLUSIVO para MEI (Foto: FDR)

Existem mais de 100 atividades profissionais que permitem a abertura de um MEI. Todos os processos que envolvem esse regime empresarial foram pensados para que aconteçam da forma menos burocrática possível. Para abrir a sua empresa, por exemplo, basta que o profissional acesse o site do governo federal. 

Ao preencher os dados pessoais, e indicar qual a sua atividade, um número de CNPJ é criado e até mesmo um alvará de funcionamento é expedido. Claro que esse alvará não substituí a autorização da prefeitura municipal que se faz necessário em determinados tipos de estabelecimentos comerciais. 

O regime do MEI ainda conta com menos cobrança de impostos, se comparado as outras categorias do Simples Nacional. E oferece ao cidadão a chance de finalmente regularizar a sua atividade profissional, podendo emitir nota fiscal, contribuir para a Previdência Social, e contratar empréstimo. 

A contratação do empréstimo para MEI é feita pelo CNPJ, ou seja, não tem relação direta com o CPF do dono da empresa. Por isso, antes de aprovar a linha de crédito o banco onde o dinheiro será emprestado vai considerar as movimentações financeiras da pessoa jurídica. A ideia do governo é potencializar esse ponto. 

Empréstimos garantidos para MEI

O empréstimo para MEI pode servir para investir em uma nova linha de produtos, comprar matéria prima, deixar dinheiro em caixa, ou para pagar dívidas que estejam pendentes. Seja como for, a entrada de um dinheiro extra pode ser a salvação para manter aquela empresa funcionando. 

Listamos pelo menos cinco opções de crédito que são voltados para o pequeno empreededor, e que podem ser solicitadas a qualquer tempo. 

Pronampe

Criado pelo governo federal na época da pandemia, o PRONAMPE (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) é voltado a atender justamente os pequenos negócios. 

Eu trouxe informações mais detalhadas sobre o Pronampe para o MEI que estão disponíveis nesta matéria.

BNDES Microcrédito 

Oferecida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Nacional (BNDES) essa linha é voltada aos microempreendedores formais ou informais. Ou seja, até mesmo quem não pertence a nenhum regime do Simples Nacional, mas trabalha como autônomo pode conseguir. 

FAMPE – Sebrae

Neste caso, o Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (FAMPE) do Sebrae não é exatamente um empréstimo. O seu objetivo é funcionar como uma garantia ao MEI para que ele consiga contratar crédito em um banco específico. 

É usado quando o empreendedor não possuí renda suficiente para comprovar para a instituição financeira que vai conseguir pagar pelo dinheiro empestado. Os recursos que veem do FAMPE são usados como garantia complementar no crédito que será contratado no banco. 

Empréstimo pessoa jurídica 

Neste caso, o MEI precisa criar uma conta jurídica em um banco. É importante que essa conta seja movimentada sempre. Para isso, dedique-se a receber todos os valores pagos pelos seus clientes nesta conta, assim conseguirá aumentar e fortalecer a sua relação com o banco

Feito isso, a própria instituição vai oferecer uma linha de crédito para sua empresa. O limite, taxa de juros e formas de pagamento dependem de cada financeira. 

Cartão de crédito PJ

Embora não seja um empréstimo, o cartão de crédito PJ é um tipo de crédito. Com ele, o empresário consegue comprar mercadoria, matéria prima, e até mesmo pagar alguma pendência com parcelamento. Além disso, joga a fatura para o próximo mês e ganha tempo para liquidar. 

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile