Lula BATE O MARTELO sobre preços dos alimentos; entenda mudanças

Um anúncio recente do Governo Federal levantou a possibilidade de que o presidente Lula passe a intervir no preço dos alimentos no Brasil. Apesar da queda da fome no país, o alto custo de itens alimentares continua sendo uma preocupação para o governo.

Lula BATE O MARTELO sobre preços dos alimentos; entenda mudanças. (Imagem: FDR)

Além de beneficiar milhares, a iniciativa também deverá ajudar a alavancar a popularidade do presidente no Brasil. Recentemente, uma importante mudança já foi regulamentada pelo Governo Federal. Se trata da composição da cesta básica em 2024, que também teve seus itens alterados.

Nesta matéria, a especialista do FDR, Lila Cunha, traz mais informações sobre as alterações realizadas nos guias para alimentação da população em geral. Além disso, as mudanças também são válidas para as recomendações alimentares das crianças com menos de dois anos. 

Entenda as alterações na cesta básica em 2024:

  • De acordo com o Governo Federal, as medidas foram criadas para viabilizar a segurança alimentar e nutricional da população brasileira;
  • Assim, o objetivo de garantir o direito humano à alimentação adequada e saudável para a população brasileira;
  • A composição da nova cesta foi elaborada pelo Ministério de Desenvolvimento Social;
  • A apresentação final também contou com a colaboração de entidades voltadas para a segurança alimentar e nutricional;
  • Agora, as cestas no Brasil deverão ter a maior parte da composição preenchida por alimentos in natura ou minimamente processados;
  • Também foram incluídos alguns ingredientes culinários;
  • Outra importante modificação é na proibição de alimentos ultraprocessados;
  • A indicação deverá auxiliar os governos no momento da montagem do item;
  • A modificação auxiliará especialmente nas políticas sociais, como é o caso do Bolsa Família;
  • As recomendações já estão em vigor no Brasil e devem ser cumpridas rigorosamente.

Conheça os itens da nova cesta básica em 2024:

  • Açúcares, sal, óleos e gorduras;
  • Café, chá, mate e especiarias;
  • Carnes e ovos;
  • Castanhas e nozes (oleaginosas);
  • Cereais;
  • Feijões (leguminosas);
  • Frutas;
  • Legumes e verduras;
  • Leites e queijos;
  • Raízes e tubérculos.

Consulte mais informações sobre um benefício que concede um vale para a compra de alimentos neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.