IDOSO pode acumular R$ 2.842 para solicitar documento federal

Para usufruir de mais benefícios, o idoso tem direito de fazer a emissão de um documento específico, onde será reconhecido como pessoa idosa. A partir deste documento de identificação, o cidadão consegue o acesso a benefícios concedidos pelo poder público, e garantidos por lei na iniciativa privada. 

carteira do idoso
IDOSO pode acumular R$ 2.842 para solicitar documento federal (Imagem: FDR)

Os idosos que possuem renda de no máximo dois salários mínimos, equivalente a R$ 2.842, ganham o direito de emitir a Carteira do Idoso. A partir desse documento eles terão acesso a gratuidades, isenções ou descontos em determinados serviços e projetos. A solicitação acontece de forma online. 

Como emitir a Carteira do Idoso?

O idoso com mais de 60 anos, inscrito no Cadastro Único, cuja renda acumulada por mês é de no máximo R$ 2.842, ganha o direito de emitir a Carteira do Idoso. O documento é acessado de maneira online, e a cada dois anos vai exigir a revalidação, como se fosse uma prova de vida. 

Ao acessar esta máteria, escrita por mim, você conhece seis tipos de isenções oferecidas ao idoso. A função da carteirinha é identificar aquela pessoa como de baixa renda, e a partir disso liberar alguns benefícios.

Benefícios de emitir a Carteira do Idoso

Ao emitir a Carteira do Idoso, os idosos ganham direito a alguns benefícios porque provarão por meio desta carteirinha que vivem em condição de baixa renda e possuem mais de 60 anos. 

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile