Beneficiários do Bolsa Família pulam de alegria com R$ 35,00 de vale-carne; entenda novidade

Criado para atender as famílias brasileiras que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica, o programa do Bolsa Família deverá ganhar um benefício extra em breve. A proposta, batizada inicialmente de Programa Carne no Prato, está sendo avaliada pelo Governo Federal.

A iniciativa deverá beneficiar as famílias brasileiras que atualmente possuem dificuldade em consumir carne vermelha. A proposta prevê que as famílias atendidas pelo programa social passem a receber um vale mensal de R$ 35 para a compra de carne.

Caso seja aprovada pelo Governo Federal, a medida poderá fomentar a economia brasileira. Isso porque uma demanda extra de cerca de 2,3 milhões de cabeças de gado por ano. A avaliação é de que, com o bônus de R$ 35, seria possível garantir a compra de no mínimo dois quilos de carne por mês.

Entenda mais detalhes sobre a proposta de benefício extra do Bolsa Família:

  • O projeto prevê que sejam beneficiadas as famílias que fazem parte do programa de renda;
  • Além disso, também poderiam ser atendidas as que fazem parte do CadÚnico e outros programas sociais;
  • Entre eles, o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • O dinheiro seria disponibilizado por meo de vouchers;
  • Eles só poderiam ser utilizados para a compra de carne bovina em supermercados e açougues conveniados;
  • O Governo Federal já disponibiliza atualmente um Vale para os beneficiários do Bolsa Família;
  • Se trata do Vale Gás, que tem calendário bimestral e neste ano iniciou seus pagamentos em fevereiro;
  • No último pagamento, o valor liberado para as famílias foi de R$ 102;
  • O dinheiro é depositado em conjunto com o benefício principal do programa social por meio do Caixa Tem.

Confira mais detalhes sobre os benefícios do Bolsa Família neste link.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.