Titular do Bolsa Família recebe ALERTA do Governo Federal sobre risco de cancelamento

Responsável por atender as famílias de baixa renda do país, o programa do Bolsa Família realiza mensalmente um pagamento mínimo de R$ 600. No entanto, algumas famílias que estão inscritas na iniciativa social correm o risco de ter o benefício cancelado.

Titular do Bolsa Família recebe ALERTA do Governo Federal sobre risco de cancelamento. (Imagem: FDR)

Recentemente o Governo Federal anunciou a realização de um novo pente fino no programa. A medida tem o objetivo de eliminar do programa famílias que possuem algum tipo de irregularidade na inscrição. Para tal, os dados apresentados no CadÚnico estão sendo analisados. 

Caso alguma irregularidade seja encontrada a família poderá ter o benefício suspenso ou até mesmo cancelado. Para otimizar o pente fino do Bolsa Família, o processo de análise está sendo realizado de diversas formas.

Entenda como funciona o pente fino do Bolsa Família:

  • A primeira etapa do processo é realizada por meio da análise de informações do CadÚnico;
  • Nesse momento a família tem suas informações investigadas;
  • Atualmente, o principal critério para estar incluída no programa é a renda mensal familiar;
  • O total recebido por cada membro da família não deve ser maior do que 1/4 do salário mínimo;
  • Atualmente, isso representa um total de R$ 353;
  • Caso a família receba mais ela poderá ser desclassificada;
  • Para constatar a renda declarada o Governo Federal tem contato com a ajuda de outros órgãos;
  • A análise acontece com o cruzamento de informações;
  • Além disso, é verificado o tempo da última atualização do CadÚnico;
  • A recomendação é de que ela seja realizada a cada dois anos;
  • Caso isso não tenha sido feito, a família é convocada para efetuar a atualização;
  • Em alguns casos é possível que um agente do programa realize uma visita na residência;
  • A etapa também é realizada para confirmar a veracidade das informações declaradas.

Confira outros detalhes sobre as regras do programa de transferência de renda neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.