Termina nesta semana prazo para envio de documento usado no Imposto de Renda 2024

Pontos-chave
  • Os documentos ajudam a comprovar as informações do Imposto de Renda;
  • Um documento específico deve ser emitido até o dia 29 de fevereiro;
  • As declarações começam a ser enviadas em 15 de março.

Existe uma série de documentos que são obrigatórios no preenchimento do Imposto de Renda 2024. Eles vão comprovar o que o contribuinte está preenchendo ao longo da sua declaração, é a forma documentada dos números informados. Um desses documentos deve ser emitido ainda nesta semana.

Termina nesta semana prazo para envio de documento usado no Imposto de Renda 2024
Termina nesta semana prazo para envio de documento usado no Imposto de Renda 2024 (Imagem: FDR)

Começa no dia 15 de março o período para entrega da declaração do Imposto de Renda 2024. Os contribuintes terão até o dia 31 de maio para enviarem o documento por meio de um dos canais disponibilizados pela Receita Federal. O que incluí: App Meu Imposto de Renda, site da Receita e o programa para PC.

Os contribuintes precisarão informar ao Leão quais foram os seus gastos, seu rendimento e seu patrimônio no ano passado. A partir disso será aplicada um alíquota sobre os rendimentos totalizando o valor que o cidadão terá que pagar ao governo federal, seja a vista ou de forma parcelada.

Funciona como se o cidadão fosse obrigado a dividir com o poder público um pouco do patrimônio que possuí. E pelo menos 31,9 milhões de brasileiros realizam esse procedimento todos os anos, e no Imposto de Renda 2024 não vai ser diferente. Todos os dados serão compartilhados pelos cidadãos.

A Receita Federal estima que cerca de 13,7 milhões de contribuintes pessoas físicas deixarão de pagar o Imposto de Renda com as novas regras de correção da tabela em 2024. Isso porque, a faixa de isentos passou do limite de ganho de R$ 2.640 no ano passado para R$ 2.824 neste ano.

Informe de rendimentos para Imposto de Renda 2024

Até o dia 29 de fevereiro, nesta quinta-feira, os contribuintes deverão acessar os informes de rendimentos para uso no Imposto de Renda 2024. Aposentados e pensionistas já podem emitir o documento nos canais do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O informe está disponível desde semana passada.

Os informes são como extratos bancários, eles indicam o quanto foi pago a cada cidadão de forma mensal no último ano. Além disso, incluí o que foi obtido em lucro, hora extra, e o que foi descontado por empréstimo, falta ou qualquer outra questão. É um resumo completo da sua movimentação financeira.

São obrigados a repassar até o dia 29 de fevereiro o informe completo as instituições como:

  • Empresas que empregam pessoas com carteira assinada;
  • Bancos;
  • Corretoras;
  • Financeiras;
  • Empresas de planos de saúde.

Faz parte do compromisso do contribuinte ter guardado: recebidos e comprovantes assinados e carimbados em escolas, clínicas médicas, e outros que possam gerar dedução. 

Como emitir informe de rendimentos para Imposto de Renda 2024?

O prazo final para que as instituições disponibilizem o informe de rendimentos para o Imposto de Renda 2024 é quinta-feira (29). Assim que o documento estiver disponível as próprias empresas devem avisar seu funcionário, ou o seu cliente de que o comprovante já pode ser emitido.

O procedimento é simples, e o informe poderá ser visualizado, impresso ou compartilhado em documento PDF. Funciona assim:

  • Acesse o aplicativo do banco, corretora ou empresa do plano de saúde;
  • Faça login;
  • No menu procure por “Extratos”;
  • Escolha “Extrato de rendimentos”;
  • Filtre pelo período desejado, ano de 2023;
  • Tenha acesso ao documento para impressão ou compartilhamento.

Os empregadores deverão disponibilizar esse documento em um portal criado para os seus funcionários, entregar pessoalmente ou enviar por e-mail.

Documentos necessários no Imposto de Renda 2024

Cada um dos documentos do Imposto de Renda 2024 têm uma função. Eles devem ser anexados para ajudar o contribuinte a comprovar as informações prestadas, e ainda, a aumentar as chances de conseguir ser restituído.

Documento de identificação:

  • RG;
  • CPF;
  • Se aplicável, o número do título de eleitor.

No caso do CPF, é necessário saber a própria sequência e de todos os dependentes.

Comprovante de rendimentos:

  • Informe de Rendimentos fornecido por todas as fontes pagadoras, como empregadores, instituições financeiras, empresas onde você tenha prestado serviços como autônomo, entre outros.

Comprovantes de pagamentos e despesas dedutíveis:

  • Recibos relacionados ao investimento em saúde, educação, previdência privada e pensão alimentícia.

Comprovantes de aluguel:

  • os aluguéis pagos e recebidos precisam constar na declaração. O documento é fornecido pela imobiliária responsável ou através dos recibos dos depósitos bancários.

Informações sobre bens e direitos:

  • Documentos que comprovem a posse de bens, como imóveis, veículos, investimentos, entre outros;
  • Ex.: escrituras, contratos de compra e venda, extratos bancários, informes de rendimentos de investimentos, entre outros.

Documentação de atividades rurais:

  • Se você possui atividade rural, é necessário reunir documentos que comprovem sua receita bruta anual, despesas relacionadas à atividade, entre outros.

Informações sobre dependentes:

  • documentos de identificação deles, além de informações sobre rendimentos e despesas relacionadas a eles, como educação e saúde.

Declarações anteriores:

  • É importante ter em mãos as declarações de imposto de renda dos anos anteriores, especialmente se houver dados que precisam ser transferidos para a declaração atual.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]