TENSÃO com pente-fino do Bolsa Família afeta milhares de segurados; veja os documentos fiscalizados

O pente-fino do Bolsa Família não acabou, mas diferente disso, deve ser intensificado neste ano. O governo brasileiro já confirmou que vai manter a averiguação de dados do Cadastro Único nos próximos meses. E havendo qualquer tipo de incompatibilidade, os benefícios podem ser bloqueados.

TENSÃO com pente-fino do Bolsa Família afeta milhares de segurados; veja os documentos fiscalizados
TENSÃO com pente-fino do Bolsa Família afeta milhares de segurados; veja os documentos fiscalizados (Imagem: FDR)

O pente-fino do Bolsa Família é temido por muitas pessoas, e não à toa. Tudo porque, quando algum erro nos dados informados, ou no cumprimento das condicionalidades é encontrado, há o bloqueio do pagamento. A partir disso, o titular precisa contestar a decisão do governo para voltar a receber.

Quais erros caem no pente-fino do Bolsa Família?

Existem alguns erros da família, ou do titular do benefício, que fazem com que o grupo caia no pente-fino do Bolsa Família. Na verdade, todos que estão no Cadastro Único passam pelo processo de averiguação de dados. No entanto, somente ficam sujeitos a consequências aqueles que:

  • Estão com dados do Cadastro Único desatualizado há mais de dois anos;
  • Aumentaram a sua renda mensal per capita;
  • Diminuíram a frequência escolar das crianças e jovens na escola, deixando abaixo de 85%;
  • Não fizeram o acompanhamento nutricional semestral de crianças com até 7 anos de idade;
  • Gestantes que não estão fazendo pré-natal.

Como desbloquear o Bolsa Família

Tendo o benefício bloqueado, o titular é notificado de que caiu no pente-fino do Bolsa Família. O aviso é enviado via aplicativo do programa, por SMS, ou extrato bancário. A partir disso, há 30 dias para contestar a decisão de bloqueio.

Caso consiga reverter a decisão do governo, o cidadão recebe a parcela que ficou represada. Para isso é preciso:

  • Procurar a unidade do CRAS (Centro de Referência e Assistência Social) mais próxima;
  • Levar documentos que comprovem estar dentro das regras;
  • Fazer a atualização dos dados;
  • Aguardar a recuperação do benefício.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]