Bolsa família para quem mora sozinho: quais as regras e como solicitar? veja

Criado para atender famílias de baixa renda de todo o país, o programa Bolsa Família possui diferentes regras para os diversos grupos familiares que estão inseridos no programa. Para os cidadãos que moram sozinhos, as regras são diferentes e devem ser observadas com cuidado.

Bolsa família para quem mora sozinho: quais as regras e como solicitar? veja
Bolsa família para quem mora sozinho: quais as regras e como solicitar? veja. (Imagem: FDR)

Atualmente, o principal critério para inclusão do Bolsa Família é o de renda. Em 2024 ele foi atualizado em conjunto com a mudança do salário mínimo. Agora, o Governo Federal exige que a renda máxima mensal de cada pessoa seja de R$ 353. Até 2023, o limite era de R$ 218.

Além disso, para receber o Bolsa Família é necessário que o cidadão esteja inserido no CadÚnico. O processo pode ser realizado presencialmente em uma unidade do CRAS.

A etapa é essencial já que é por meio do cadastro que as famílias que tem direito ao pagamento do Bolsa Família são selecionadas. No entanto, para quem mora sozinho, outra regra deve ser observada.

Confira os critérios para pagamento do Bolsa Família para quem mora sozinho:

  • O grupo é denominado de famílias unipessoais pelo Governo Federal;
  • Recentemente, uma regra de inclusão dessas pessoas foi criada;
  • A atualização aconteceu com base nas informações disponibilizadas pelo Censo;
  • Com base no total de famílias compostas por apenas uma pessoa no país, um limite foi definido para os municípios;
  • Agora, as famílias compostas por apenas uma pessoa poderão ocupar até 16% das vagas disponibilizadas pelo Bolsa Família em cada cidade;
  • Para os municípios em que esse limite já foi ultrapassado, novas inclusões não serão realizadas;
  • Já para as que ainda não atingiram o limite, será possível incluir novos beneficiários;
  • Como o processo varia de acordo com a cidade, a recomendação é que os cidadãos busquem o CRAS para receber informações sobre o processo.

Confira outra importante novidade sobre o programa do Bolsa Família neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.