Reforma do MEI inclui novo limite de faturamento e imposto mais caro

O Ministério do Empreendedorismo está planejando uma reforma significativa na categoria de Microempreendedor Individual (MEI). As propostas incluem um aumento no teto de faturamento, a progressiva elevação do imposto de acordo com os ganhos da empresa e a opção de contribuir mais para a previdência.

Reforma do MEI inclui novo limite de faturamento e imposto mais caro
Reforma do MEI inclui novo limite de faturamento e imposto mais caro. (Imagem: FDR)

Atualmente, o limite de faturamento para MEI é de R$ 81 mil por ano, com a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN) variando entre R$ 70,60 e R$ 76,60 mensais, dependendo da atividade realizada.

A reforma do MEI visa estabelecer um novo teto em torno de R$ 144 mil, com a DASN aumentando progressivamente conforme o faturamento. Isso significa que empreendedores que faturam R$ 10 mil por ano pagarão menos do que os que ganham R$ 80 mil, que por sua vez pagarão menos que os que atingem R$ 140 mil.

Além disso, as regras para a contribuição previdenciária do microempreendedor devem ser alteradas, possibilitando que empreendedores elevem sua contribuição para aumentar o valor da aposentadoria no futuro, sendo uma escolha opcional.

Outro ponto da proposta é incentivar beneficiários do Bolsa Família a se tornarem microempreendedores, permitindo que essas pessoas ingressem na categoria a partir de um valor simbólico. Essa iniciativa visa formalizar os empreendimentos de 45% dos beneficiários do programa social, oferecendo uma alternativa de transição.

O que é preciso para ser MEI em 2024?

Por fim, para se registrar como microempreendedor é preciso:

  • Não ter sócios no negócio que está sendo aberto;
  • Não ter outra empresa aberta em seu nome;
  • Não participar de outro negócio, seja como sócio, seja como administrador.

Passo a passo para abrir um MEI 

  1. Para iniciar a formalização, é preciso ter uma senha de acesso ao Portal de Serviços do Governo Federal, a Plataforma gov.br;
  2. Quem ainda não possui a senha, deve clicar na opção Fazer Cadastro;
  3. Depois que finalizar, com a senha em mãos, acessar o Portal do Empreendedor;
  4. Consultar se a atividade exercida é permitida ao MEI, clicando em “Quem pode ser MEI?”;
  5. Se a atividade for permitida, clicar em “Quero ser MEI”;
  6. Em seguida, clicar em “Formaliza-se”;
  7. Preencher o cadastro on-line.

Documentos necessários para abrir um MEI 

  • CPF;
  • Título de eleitor,
  • CEP residencial e do local onde a atividade será exercida (é preciso verificar junto à prefeitura local se o negócio pode ser exercido no endereço escolhido);
  • Número das duas últimas declarações do Imposto de Renda;
  • Número de celular ativo.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.