Consulta do PIS fica disponível online por tempo LIMITADO

Realizar a consulta do PIS, essencial para os trabalhadores formais, é um processo descomplicado. Utilizando seu CPF, você pode efetuar essa verificação em duas plataformas distintas: o portal do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), e o site da Caixa Econômica Federal (CEF).

Consulta do PIS fica disponível online por tempo LIMITADO
Consulta do PIS fica disponível online por tempo LIMITADO. (Imagem: FDR)

O número do documento é automaticamente gerado para todo trabalhador ao iniciar sua primeira atividade formal, de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). É importante destacar que a responsabilidade pelo cadastro recai sobre o empregador, não sendo uma incumbência do empregado.

Em 2024, o PIS irá liberar os valores referentes ao ano-base 2022. O calendário de pagamentos foi divulgado pelo Governo Federal, realizando os pagamentos de acordo com o mês de nascimento.

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) estima que aproximadamente 24,5 milhões de trabalhadores receberão o PIS em 2024, totalizando um montante de R$ 23,9 bilhões. O benefício pode atingir um salário mínimo, de R$ 1.412.

Consulta do PIS

Pelo Meu INSS

A utilização do portal Meu INSS para a consulta do PIS pelo número de CPF exige um cadastro prévio realizado na plataforma Gov.br, pertencente ao Governo Federal.

Através deste portal, é possível verificar o tempo de contribuição por meio do acesso ao CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) e todas as contribuições realizadas pelo trabalhador ao longo dos anos.

Após o cadastro, a consulta se dá através dos seguintes passos:

  1. Acesse o portal Meu INSS e selecione “Entrar com gov.br”;
  2. Insira seu CPF e a senha cadastrada;
  3. Acessar a aba “Dados Cadastrais”, onde estarão os dados do beneficiário: Nome, endereço, documentos e NIT/PIS.

Pelo site da Caixa

A consulta através do CPF pela Caixa Econômica Federal é realizada ligando para o número 0800-726-0207. Ao ser atendido, informe o desejo de consultar o número do PIS fornecendo as informações pessoais, incluindo CPF, nome completo e data de nascimento. 

Após a verificação dos dados, serão informados não apenas o número, mas também detalhes como saldo, data de pagamento e outras informações relevantes.

Quem tem direito ao saque do PIS em 2024?

Para receber, o trabalhador precisa constatar o direito ao abono salarial no ano de referência, neste caso, 2022. Em todo o caso, as regras de elegibilidade não foram alteradas nos últimos anos. Sendo assim, é preciso estar de acordo com os seguintes critérios:

  • Estar inscrito nos programas do PIS/PASEP há, pelo menos, cinco anos; 
  • Ter trabalhado com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias consecutivos ou não; 
  • Ter recebido até dois salários mínimos;
  • Ter os dados trabalhistas devidamente informados e atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

Muitas pessoas se concentram apenas no fato de terem trabalhado por alguns meses durante o ano de referência para o pagamento. Contudo, se esquecem que é preciso ter, pelo menos, cinco anos de carteira assinada, sejam eles consecutivos ou não. Do contrário, o PIS/PASEP não é liberado. 

O trabalhador também deve se atentar ao período padrão de inscrição no PIS/PASEP, que é de cinco anos. Somente após este tempo o trabalhador terá direito de receber o primeiro abono salarial, mesmo que já cumpra todos os outros requisitos.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.