NOVA LISTA de remédios gratuitos é lançada; veja quais fazem parte

Uma nova lista com 22 remédios gratuitos foi liberada pelo Ministério da Saúde. Os medicamentos foram incorporados à rede pública do país. Com isso, o Sistema Único de Saúde (SUS) passa a incluir novos produtos à disposição da população.

NOVA LISTA de remédios gratuitos é lançada; veja quais fazem parte
NOVA LISTA de remédios gratuitos é lançada; veja quais fazem parte. Imagem: FDR

O indivíduo pode garantir o benefício portando CPF e receita médica. Vale lembrar que o documento deve conter assinatura do médico e carimbo. A prescrição precisa ter validade de até 180 dias em alguns casos.

Remédios gratuitos no SUS

  1. Beta-agalsidase para o tratamento da doença de Fabry clássica;
  2. Vacina tetravalente TAK-003 para a prevenção de infecção causada pelo vírus da dengue;
  3. Inibidor de C1 esterase derivado do plasma humano para tratamento de crises de angioedema;
  4. Acetato de icatibanto para o tratamento de crises de angioedema hereditários tipos I e II;
  5. Carfilzomibe no tratamento de pacientes com mieloma múltiplo recidivado;
  6. Cladribina oral para tratamento de pacientes com esclerose múltipla remitente-recorrente altamente ativa;
  7. Emicizumabe para tratamento profilático de pacientes com hemofilia A, moderada ou grave;
  8. Implante biodegradável de dexametasona para o tratamento do edema macular diabético em maiores de 18 anos;
  9. Pretomanida para o tratamento da tuberculose;
  10. Trikafta para o tratamento de pacientes com fibrose cística com 6 anos de idade ou mais;
  11. Rituximabe para terapia de indução de remissão dos pacientes com diagnóstico recente;
  12. Rituximabe associado à quimioterapia;
  13. Suspensão oral de hidróxido de alumínio na concentração de 60 mg/mL;
  14. Raltegravir 100 mg granulado para profilaxia da transmissão vertical do HIV em crianças;
  15. Dolutegravir 5 mg como tratamento complementar ou substitutivo em crianças de 2 meses a 6 anos de idade com HIV;
  16. Darunavir 800 mg para o tratamento de pessoas vivendo com HIV;
  17. Tafenoquina e teste quantitativo da atividade da enzima glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD);
  18. Alfagalsidase para o tratamento da doença de Fabry clássica em pacientes a partir dos sete anos de idade;
  19. Carboximaltose férrica para o tratamento de pacientes com anemia;
  20. Ferripolimaltose para o tratamento de pacientes com anemia;
  21. Mesalazina sachê (2 g) para tratamento de retocolite ulcerativa;
  22. Dapagliflozina para pacientes com diabete melito tipo 2 (DM2).

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].