Busca ativa do Bolsa Família foi iniciada e cidadãos devem ficar atentos

De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social (MDS), Wellington Dias, o processo de busca ativa do Bolsa Família que começou no ano passado já foi retomado em 2024. Por esse procedimento o governo federal pretende atingir as pessoas cumprem com os critérios, mas não recebem o benefício.

Busca ativa do Bolsa Família foi iniciada e cidadãos devem ficar atentos
Busca ativa do Bolsa Família foi iniciada e cidadãos devem ficar atentos (Imagem: FDR)

Wellington Dias também informou que neste ano a busca ativa do Bolsa Família deve chegar ao fim. Isso significa que os funcionários da assistência social ligados ao CRAS (Centro de Referência e Assistência Social) não devem mais procurar por possíveis beneficiários em áreas isoladas.

Como funciona a busca ativa do Bolsa Família?

Por meio da busca ativa do Bolsa Família as famílias que atendem aos critérios de renda podem ser atendidas pelo programa. A ideia é alcançar pessoas que vivem em regiões isoladas, ou estão em situação de desinformação, e por isso não sabem sequer como funciona a entrada no programa.

Como o próprio nome já diz, a ideia é buscar esse grupo para que recebam um direito que lhes é garantido. Para isso, o governo deve:

  • Encaminhar um funcionário da assistência social do município para que se direcione até as áreas mais isoladas, por exemplo, zonas rurais, marginalizadas, comunidades e/ou favelas;
  • Ao acessar esses locais o funcionário conversa com os moradores para saber se já estão no Cadastro Único;
  • Quem não estiver passa a entrar no Cadastro com a inscrição feita ali mesmo, sem necessidade de ir ao CRAS;
  • Fazendo parte do banco de dados essas pessoas ficam disponíveis para seleção em programas sociais, como o Bolsa Família.

Busca ativa do Bolsa Família vai até 2024

De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, a busca ativa do Bolsa Família foi responsável por dar mais segurança aos dados do Cadastro Único. Porém, o procedimento está chegando ao fim, por isso em breve os agentes do CRAS devem deixar de comparecer as regiões afastadas.

“Em 2024, nós vamos completar a busca ativa. Falta muito pouco e temos um cadastro já bastante atualizado. A casa está arrumada. Agora temos o cadastro, que é a referência para trabalhar as políticas sociais e fazê-las chegar de forma correta. Não é só o Bolsa Família, são 36 programas”, afirmou Dias ao jornal O Estado de São Paulo.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]