Serasa divulga 4 dívidas que podem ser ISENTAS para IDOSOS

Em comunicado oficial, a Serasa anunciou uma nova lei que pode beneficiar milhares de brasileiros, especialmente os idosos com mais de 60 anos. Conhecida como Lei do Superendividamento (Lei 14.181/21), ela tem como objetivo proteger pessoas e famílias que acumularam dívidas excessiva. Veja.

Serasa divulga 4 dívidas que podem ser ISENTAS para IDOSOS
Serasa divulga 4 dívidas que podem ser ISENTAS para IDOSOS. Imagem: FDR

A Lei do Superendividamento estabelece regras que facilitam a renegociação das dívidas em excesso, visando aliviar o fardo financeiro dessas pessoas. Ela tem como foco principal os grupos vulneráveis, como os idosos, analfabetos, doentes e aqueles em estado de vulnerabilidade.

Como acessar a novidade da Serasa?

Para ter acesso aos benefícios envolvidos na ação, é preciso cumprir alguns critérios estabelecidos pela empresa. Abaixo, confira detalhes sobre a novidade que promete aliviar a situação financeira de muitos idosos:

  • Ter uma renda insuficiente para arcar com as dívidas;
  • Acumular dívidas relacionadas a necessidades básicas;
  • Ter agido de boa-fé ao contrair essas dívidas.

Vale lembrar que a lei não se aplica a dívidas contraídas com a intenção deliberada de não serem pagas. As dívidas relacionadas a impostos, multas de trânsito, pensão alimentícia em atraso, por exemplo, não são abrangidas.

As 4 dívidas que podem ser resolvidas

A Lei do Superendividamento permite a aniquilação total de quatro tipos de débitos que afetam especialmente os idosos e outras pessoas em situação de vulnerabilidade. São elas:

  • Contas de água, luz, telefone, gás, entre outras contas de consumo básico;
  • Boletos e carnês de consumo;
  • Empréstimos com bancos e financeiras, incluindo cheque especial e cartão de crédito;
  • Crediários e parcelamentos em geral.

Essa medida visa aliviar os idosos e outras pessoas em situação de vulnerabilidade, que muitas vezes possuem renda limitada, sendo aposentados pelo INSS e ganhando em média um salário mínimo.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].