Desenrola Brasil flexibiliza regras e anuncia NOVIDADE; entenda

Criado pelo Governo Federal para auxiliar na renegociação de dívidas da população do país, o programa Desenrola Brasil continuará em vigor em 2024. Recentemente, uma mudança na iniciativa foi anunciada com o objetivo de aumentar o total de pessoas atendidas pelo programa.

Desenrola Brasil flexibiliza regras e anuncia NOVIDADE; entenda
Desenrola Brasil flexibiliza regras e anuncia NOVIDADE; entenda. (Imagem FDR)

O programa contou com diferentes etapas de negociação. Durante a primeira delas, cidadãos que possuíam dívidas de até R$ 100 contraídas até o dia 31 de dezembro de 2022 tiveram seus nomes retirados das listas de proteção de crédito.

Já na segunda etapa, foi aberta a negociação de dívidas diretamente com os bancos. Nessa fase, que continua em vigor, descontos significativos foram liberados aos cidadãos.

A terceira etapa, que também segue disponível para a população, permite a negociação com outras empresas. A lista inclui desde microempreendedores até companhias de serviços básicos como água e gás, por exemplo.

Saiba como negociar as dívidas por meio do programa Desenrola Brasil:

  • Para ter acesso as ofertas disponíveis, é preciso que o cidadão acesse o site do Desenrola Brasil;
  • A plataforma está disponível neste link;
  • Nela, estarão disponíveis todas as ofertas de renegociação em nome do cidadão;
  • Além disso, ele também terá acesso as facilidades de pagamento;
  • Em alguns casos, a dívida pode ter seu valor final abatido em até 99%;
  • Anteriormente, esse processo de renegociação estava restrito aos brasileiros que possuíam contas ouro ou prata no Gov.BR;
  • No entanto, a adesão ao programa foi liberada recentemente para quem conta com o nível bronze de proteção;
  • A medida tomada pelo Governo Federal tem o objetivo de expandir os possíveis beneficiários;
  • O nível bronze é obtido de forma automática durante a criação da conta;
  • Dessa forma, não existe a necessidade de adicionar camadas extras de proteção a conta;
  • Com a mudança, o Governo Federal espera que novos cidadãos renegociem seus débitos por meio da plataforma.

Confira outras informações sobre o programa de renegociação de dívidas neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.