FIM das bets de aposta? Saiba como funcionará o serviço a partir de janeiro

A taxação para apostas esportivas online foi aprovada. Agora, a atividade vai passar por mudanças a partir de janeiro de 2024. O objetivo da novidade é que, havendo tributação sobre este tipo de produto, ele possa se tornar mais sério. Até mesmo para os próprios apostadores. Veja o que pode ser alterado na prática.

FIM das bets de aposta? Saiba como funcionará o serviço a partir de janeiro
FIM das bets de aposta? Saiba como funcionará o serviço a partir de janeiro. Imagem: FDR

Os jogos de aposta online têm crescido consideravelmente no país. Hoje já é possível apostar dinheiro em uma série de partidas esportivas, não apenas em campeonatos de futebol de campo. Devido ao crescimento, o governo se interessou pela taxação de bets a fim de aumentar o recolhimento tributário.

Confira os principais pontos sobre a taxação das bets

  • De acordo com o governo federal, a medida tem o objetivo principal de regulamentar o setor no Brasil;
  • Além disso, a taxação deverá auxiliar a aumentar a arrecadação no país;
  • A estimativa é de que, durante o próximo ano, cerca de R$ 2 bilhões possam ser arrecadados com a mudança;
  • A medida foi tomada após a popularização das casas de apostas;
  • Projeto prevê taxação apenas para os ganhadores;
  • Nesse caso, quem receber alguma premiação deverá pagar um imposto de 15% sobre o valor recebido;
  • No entanto, a taxa de imposto só será cobrada caso a premiação ultrapasse o valor de R$ 2.112;
  • Taxa foi definida de acordo com a tabela mensal do Imposto de Renda;
  • Dessa forma, o valor deverá ser atualizado anualmente, caso a proposta seja aprovada no formato atual;
  • Para prêmios menores, o imposto não precisará ser pago;
  • Já para as casas de apostas, o imposto cobrado será de 12%;
  • Além disso, elas terão de pagar por uma licença de funcionamento no país;
  • Quem participar de alguma ação e perder o dinheiro não será cobrado.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].