Pequenos empreendedores comemoram R$ 30 bilhões ofertados pelo Sebrae

A partir de janeiro de 2024 o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) deve lançar um produto especialmente para pequenos empreendedores. Trata-se de oferta de crédito que vai contar com um fundo garantidor de pelo menos R$ 30 bilhões.

Pequenos empreendedores comemoram R$ 30 bilhões ofertados pelo Sebrae
Pequenos empreendedores comemoram R$ 30 bilhões ofertados pelo Sebrae (Imagem: FDR)

De acordo com informações do presidente do Sebrae, Décio Lima, a expectativa é de que o lançamento do crédito possa acontecer em janeiro de 2024. Com o fundo de R$ 30 bilhões disponíveis para a oferta de empréstimo, Lima diz que equivale a 28 anos de crédito oferecido somente pela instituição.

Como vai funcionar o empréstimo do Sebrae?

O presidente Décio Lima não deu mais detalhes sobre como vai funcionar o empréstimo pelo Sebrae, ou quem poderá contrata-lo. Todas as informações serão repassadas no lançamento oficial do crédito que deve ocorrer em janeiro.

No entanto, durante a sua entrevista ao programa CB Poder, Lima contou quais são as ideias para fazer com que o crédito financeiro chegue ao público alvo.

  • Bancos estaduais e regionais, e cooperativas farão parte do programa para oferta de empréstimo;
  • A Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) participam ativamente da construção do fundo garantidor;
  • O serviço será voltado para micro e pequenas empresas.

Vale a pena pequenos empreendedores solicitarem crédito?

Para muitos pequenos empreendedores o alívio nas contas só vem por conta da liberação de crédito financeiro. É por isso que para eles vale a pena contratar empréstimo do Sebrae, do Banco do Povo, e de qualquer outro tipo de instituição pública ou privada que invista no empreendedorismo.

Na medida em que eu ofereço crédito, os negócios aumentam, a economia transige, ela circula, aliás, entre os setores produtivos, num alcance de toda a sociedade brasileira e, principalmente, nos pequenos, que são o grande alicerce da economia brasileira”, disse Décio na entrevista.

Mas, antes de ir em busca de empréstimo para pequenos empreendedores é importante fazer as seguintes considerações:

  • Valor emprestado vai ser usado onde, e como?;
  • A quantia a ser paga mensalmente vai conseguir se encaixar no orçamento atual da empresa?;
  • Como o valor usado pode ajudar a aumentar os lucros do negócio?.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]