Governo Lula quebra promessa e não lança benefício destinado aos cidadãos de baixa renda

Depois de prometer dar atenção ao preço das passagens aéreas, o presidente Lula (PT) voltou a falar sobre o assunto. Para ele, “não tem explicação” o valor exorbitante dos bilhetes e o governo vai precisar pensar em saídas para o cenário. Entenda o contexto.

Governo Lula quebra promessa e não lança benefício destinado aos cidadãos de baixa renda
Governo Lula quebra promessa e não lança benefício destinado aos cidadãos de baixa renda. Imagem: FDR

A declaração do mandatário foi feita durante um discurso em Macapá, no mesmo dia em que o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, anunciou um plano do governo federal em parceria com três das principais companhias.

Desde que reassumiu a presidência, Lula se mostrou disposto a dar uma maior atenção à situação das passagens aéreas. Os altos preços já eram reclamados por milhares do brasileiros há bastante tempo. Apesar de nenhuma medida, de fato, efetiva até o momento, existem planos.

Programa Voa Brasil no governo Lula

Com adiamentos sucessivos, o programa Voa Brasil prevê a redução dos valores de passagens aos mais pobres e tinha previsão de ser lançado ainda em 2023. No entanto, com as mudanças de percurso, o projeto precisou ficar para 2024.

O programa, que já foi adiado diversas vezes, desde a gestão do ex-ministro da pasta, Márcio França, busca ofertar passagens aéreas com valores promocionais ao custo estimado em R$ 200 por rota viajada.

Como será a aquisição das passagens aéreas pelo Voa Brasil?

De acordo com o ministério, a intenção é vender esses bilhetes mais baratos fora da alta temporada, em dois períodos: de fevereiro a junho e de agosto a novembro, quando tradicionalmente ocorre uma ociosidade média de 21% nos voos domésticos.

Os participantes poderão comprar até duas passagens por ano, com direito a um acompanhante em cada trecho. Os bilhetes deverão ser pagos em até 12 vezes com juros, no valor de até R$ 72 para cada prestação.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].