Revisão cadastral do Bolsa Família 2024 será iniciada; veja como permanecer recebendo

Está confirmada a revisão cadastral do Bolsa Família 2024. O procedimento chamado de pente-fino tem acontecido nos dados informados ao Cadastro Único desde o início do ano. Por meio deste processo o governo descobre fraudes, e pode bloquear ou até cortar o pagamento de algumas famílias.

Revisão cadastral do Bolsa Família 2024 será iniciada; veja como permanecer recebendo
Revisão cadastral do Bolsa Família 2024 será iniciada; veja como permanecer recebendo (Imagem: FDR)

Na realidade, a revisão cadastral do Bolsa Família 2024 será um processo de averiguação dos dados do Cadastro Único. O mesmo aconteceu durante todo esse ano, e foi responsável por bloquear 8,5 milhões de inscrições no programa, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Em dezembro do ano passado o TCU (Tribunal de Contas da União) alertou o governo sobre o número avançado de pessoas que passaram a fazer parte do Cadastro Único. A suspeita era de que membros da mesma família estariam se separando a fim de que pudessem acumular benefícios, como o Auxílio Brasil.

É proibido que pessoas da mesma família que dividem o mesmo endereço recebam o Bolsa Família, naquela época o Auxílio Brasil, de forma acumulativa. A ajuda é para todo o grupo familiar e não por pessoa. Por isso, surgiu a necessidade de revisar os dados e cruzar informações com outras bases.

O objetivo da revisão cadastral do Bolsa Família 2024 será o mesmo, a fim de desligar do programa aqueles que não cumprem com os requisitos. Quem descumprir com as regras, obrigações e condicionalidades serão retirados da lista de contemplados.

Quem vai passar pela revisão cadastral do Bolsa Família 2024?

Na prática, todos os inscritos deverão ter em algum momento a revisão cadastral do Bolsa Família 2024. Existem, porém, algumas pessoas que serão obrigadas a atualizar os seus dados no Cadastro Único para que permaneçam no programa. Mas todas estarão no radar do governo em relação aos dados informados.

Periodicamente devem ser feitas análise sobre os dados que foram repassados ao CadÚnico e que garantiram a entrada no programa. Haverá a convocação do titular da família quando for descoberto que:

  • Dados do Cadastro Único estão desatualizados há mais de dois anos;
  • Crianças e jovens em idade escolar estão com frequência menor que 70% no mês;
  • Crianças até 7 anos não estão fazendo o acompanhamento nutricional (peso e altura) a cada semestre;
  • Renda familiar ultrapassou o limite estabelecido pelo governo;
  • Foram descobertas informações mentirosas no cadastro.

Como evitar passar pela revisão cadastral do Bolsa Família 2024?

O titular do benefício, a pessoa que representa o grupo familiar, consegue evitar ter o seu auxílio bloqueado na revisão cadastral do Bolsa Família 2024. Para isso ela deve cumprir com as obrigações impostas pelo governo federal para continuar recebendo o benefício todos os meses.

Caso contrário terá que lidar com o bloqueio do pagamento, tentativa de reativação, tudo o que vai levar tempo e enquanto não for reativado a família fica sem receber. A forma mais simples de conseguir manter o seu benefício ativo é:

  • Atualizar os dados cadastrais a cada dois anos; ou
    • Sempre que houver mudanças na renda da família, para mais ou menos;
    • Se um novo membro passar a fazer parte da família (nascimento), ou se um membro sair da família (falecimento, ou filho que se casou e saiu de casa, por exemplo);
    • Na descoberta da gravidez;
    • Troca de endereço residencial;
    • Transferência de escola das crianças ou adolescentes.
  • Manter a caderneta de vacinação das crianças e adolescentes atualizada;
  • Fazer o acompanhamento nutricional das crianças de até 7 anos;
  • Manter a frequência escolar das crianças e adolescentes em no mínimo 70%.

O que fazer se o benefício for bloqueado após a revisão?

Caso a revisão cadastral do Bolsa Família 2024 tenha gerado como consequência o bloqueio do seu benefício, nem tudo está perdido. Neste caso é preciso fazer a atualização dos dados, esclarecer a situação que motivou o bloqueio e então aguardar uma nova liberação. 

  • Procure o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) mais próximo para atendimento;
  • Solicite a atualização dos dados do Cadastro Único;
  • Leve documento de identificação de todos os membros da família, e comprovante de residência;
  • Responda ao questionário socioeconômico;
  • Finalize sua atualização de cadastro.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]