Tem dívida com o FIES? Veja algumas opções para pagá-la

Pontos-chave
  • Programa usa nota do Enem para selecionar estudantes para cursos superiores particulares.
  • mais de 1 milhão de pessoas estão inadimplentes com o FIES.
  • É possível renegociar e até abater valor da dívida.

Com o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é possível fazer um curso de graduação e só pagar após a conclusão. Seleção acontece duas vezes ao ano e utiliza a nota do ENEM a partir de 2010.

Tem dívida com o FIES? Veja algumas opções para pagá-la
Tem dívida com o FIES? Veja algumas opções para pagá-la (Imagem: FDR)

O Fundo de Financiamento Estudantil foi criado para oferecer aos brasileiros a oportunidade de estudar em instituições particulares. Com ele o pagamento das parcelas é feito apenas após a conclusão do curso.

No entanto, o que era para ser um socorro aos usuários acabou se tornando motivo de preocupação para mais de 1,2 milhão de inadimplentes. Se você é um deles, veja formas de quitar o seu débito.

Abatimento com serviço público

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou o abatimento de dívida com o FIES através do funcionalismo público. Isso mesmo, ao prestar serviço em algum órgão público você tem a oportunidade de reduzir o saldo devedor do seu financiamento estudantil.

Essa medida deve atingir a todos os usuários do programa que desejam fazer o abatimento do saldo devedor. Inclusive, algumas pessoas já faziam uso desse recurso que foi oferecido na pandemia aos profissionais da área da saúde.

Nesse modelo, a cada mês trabalhado em órgão de programas de apoio ao serviço público é abatido 1% do saldo devedor.

Essa ação também contribui com a população, que tem mais funcionários públicos em diversos serviços, como em escolas, serviços de saúde, setores ligados às políticas públicas, entre outros, segundo a sua formação.

Essa ação deve contribuir para a redução da inadimplência do programa, afinal deixar de pagar o financiamento estudantil faz com que o cidadão seja incluindo na dívida ativa da união.

Desenrola da Educação

Outra forma de pagar o financiamento, nesse caso com descontos, é através do Desenrola da Educação.

Para utilizar o serviço é necessário ter firmado contrato com o Fundo de Financiamento Estudantil até 2017; além disso, o usuário deve estar em situação de inadimplência 30 de junho de 2023. Confira as condições para cada grupo

Contratos vencidos há mãos de 90 dias em 30 de junho de 2023:

  • Desconto de 100% sobre encargos (juros e multas pelo atraso no pagamento);
  • Mais 12% sobre o valor financiado pendente, para pagamento à vista; ou
  • Parcelamento em até 150 parcelas mensais, com desconto de 100% dos encargos.

Contratos com mais de 360 dias de atraso em 30 de junho de 2023:

As condições abaixo estão disponíveis apenas para os inscritos no CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021:

  • Desconto de 92% sobre o valor total da dívida para pagamento total do saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas.

Contratos vencidos há mais de 360 dias em 30 de junho de 2023:

As condições abaixo são exclusivas para quem está cadastrado no CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021. Além disso, o atraso no pagamento da última parcela prevista no contrato deve ser superior há 5 anos:

  • Desconto de 99% sobre o valor total da dívida, para pagamento total do saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas.

Contratos vencidos há mais de 360 dias em 30 de junho de 2023:

As condições abaixo são para as pessoas que não se encaixam nas hipóteses 2 e 3 acima:

  • Desconto de 77% sobre o valor total da dívida para pagamento total do saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas.

 Contratos adimplentes, ou seja, com pagamentos em dia

  • Desconto de 12% sobre o valor total da dívida, para pagamento à vista do saldo devedor.
Tem dívida com o FIES? Veja algumas opções para pagá-la (Imagem: FDR)
Tem dívida com o FIES? Veja algumas opções para pagá-la (Imagem: FDR)

Os interessados em fazer a renegociação devem utilizar um dos canais de comunicação, de acordo com o banco responsável pelo contrato, confira abaixo:

Caixa Econômica Federal 

  • Renegocie pelo site oficial
  • Acesse o aplicativo do banco no seu celular.
  • Entre em contato pelo WhatsApp no número 0800 104 0 104.
  • Central de Atendimento pelos números: 4004 0 104 (para capitais e regiões metropolitanas) ou pelo 0800 104 0 104 (para as demais regiões do país).

Banco do Brasil 

  • Acesse o aplicativo do BB no seu celular.
  • Entre em contato pelo WhatsApp no número 61 4004 0001.
  • Central de Atendimento BB pelo número 0800 729 0001.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.