Conta de água ficará 20% mais cara; Entenda as mudanças

Em análise no Congresso Nacional, a Reforma Tributária poderá encarecer o preço da conta de água em até 20%. A possibilidade ligou um alerta entre os parlamentares que ainda discutem o texto final da medida. Entenda como funcionarão as mudanças.

Conta de água ficará 20% mais cara; Entenda as mudanças
Conta de água ficará 20% mais cara; Entenda as mudanças. (Imagem: FDR)

O projeto, que deverá ser votado pela Câmara dos Deputados nos próximos dias, traz mudanças significativas sobre a forma como é realizada a cobrança de impostos no Brasil.

Entre as principais modificações previstas estão a isenção de impostos para a cesta básica e o possível fim do incentivo fiscal as montadoras de carros, por exemplo.

No entanto, outra mudança prevê a retirada das concessionárias de saneamento da lista de empresas que recebem o desconto de impostos. Dessa forma, existe a possibilidade de que a conta de água seja reajustada futuramente.

Entenda mais detalhes sobre o projeto que poderá aumentar o preço da conta de água

  • Atualmente, o desconto regulamentado pela legislação brasileira garante um barateamento significativo nas contas pagas pelos cidadãos;
  • Caso o valor máximo de abatimento não seja mantido, as contas deverão sofrer com reajustes nos próximos anos;
  • Outro alerta é caso o desconto seja cortado integralmente;
  • Nessa situação, a conta de água poderá aumentar em até 20%;
  • Isso acontecerá porque a tendência é que os custos extras para o fornecimento do insumo sejam repassados integralmente ao consumidor;
  • Essa possibilidade ligou um alerta no Congresso Nacional, que voltou a discutir o caso;
  • Por enquanto, ainda não há definição sobre esse ponto do projeto;
  • No entanto, a expectativa é que a votação sobre a reforma tributária seja realizada nos próximos dias;
  • Outra possibilidade preocupante é a diminuição dos investimentos no setor;
  • Dessa forma, o impacto do fim da isenção deverá afetar severamente o setor;
  • Por isso, a expectativa é que o desconto máximo nos impostos concedidos as empresas seja mantido.

Confira mais informações sobre o reajuste de outras contas básicas de consumo neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.