Aposentadoria 2024: Confira as mudanças e regras preparadas para o novo ano

Pontos-chave
  • A aposentadoria pode ficar mais distante em 2024
  • A Reforma da PRevidência criou as regras de transição, que mudam a cada ano
  • Idade mínima aumentou em algumas regras

Com a Reforma da Previdência a cada ano aumenta a idade para se ausentar do trabalho e ter o sonhado descanso. Por isso, a aposentadoria 2024 pode ficar um pouco mais distante para alguns brasileiros.

Aposentadoria 2024: Confira as mudanças e regras preparadas para o novo ano
Aposentadoria 2024: Confira as mudanças e regras preparadas para o novo ano(Imagem: FDR)

A Reforma da Previdência de 2019 trouxe algumas mudanças para os trabalhadores brasileiros, a maioria não é tão interessante. Por exemplo, algumas regras serão mudadas para a aposentadoria 2024. Isso pode fazer com que você fique um pouco mais distante de se afastar do trabalho.

Regras de transição da aposentadoria 2024

As regras de transição foram criadas para atender aos trabalhadores que já contribuíam com o INSS antes de 2019, quando a Reforma foi implementada. Elas são aplicadas aos trabalhadores que ainda não tinha cumprido com os requisitos para se aposentar em novembro de 2019.

Pontos

Esse modelo combina: idade + tempo mínimo de contribuição. Nele a ideia é subir a cada ano até que o homem tenha 105 pontos e a mulher 100. Em 2024 os trabalhadores terão que ter 101 pontos, se homem; e 91 se mulher. Veja abaixo a tabela completa:

Ano Homens Mulheres
2019 96 86
2020 97 87
2021 98 88
2022 99 89
2023 100 90
2024 101 91
2025 102 92
2026 103 93
2027 104 94
2028 105 95
2029 105 96
2030 105 97
2031 105 98
2032 105 99
A partir de 2033 105 100

Nesse modelo, o trabalhador deve, no mínimo, ter:

  • Homens: 35 anos de contribuição
  • Mulheres: 30 anos de contribuição

Idade progressiva

Nesse modelo há combinação da: idade mínima + tempo mínimo de contribuição, que é o mesmo citado anteriormente 35 anos para os homens e 30 para as mulheres. Na idade progressiva, a cada um ano a idade mínima sobe 6 meses.

Com isso, em 2024 para se aposentar vai ser necessário ter 63 anos e 6 meses, se homem; e 58 anos e 6 meses, se mulher. Veja a tabela completa abaixo:

Ano Homens Mulheres
2019 61 56
2020 61 anos e 6 meses 56 anos e 6 meses
2021 62 57
2022 62 anos e 6 meses 57 anos e 6 meses
2023 63 58
2024 63 anos e 6 meses 58 anos e 6 meses
2025 64 59
2026 64 anos e 6 meses 59 anos e 6 meses
2027 65 60
2028 65 60 anos e 6 meses
2029 65 61
2030 65 61 anos e 6 meses
A partir de 2031 65 62

Idade mínima

É necessário ter a idade mínima vigente no ano mais, pelo menos 15 anos de contribuição. Esse tipo de aposentadoria atingiu neste ano o limite estabelecido pela Previdência Social.

Com isso, em 2024 para se aposentar é necessário ter, pelo menos, 15 anos de contribuição e 65 anos, se homem; ou 62 anos, se mulher.

Outro aspecto importante sobre essa modalidade é que a cada ano acima desses 15 mínimos, é acrescentado 2% sobre a remuneração.

Aposentadoria 2024: Confira as mudanças e regras preparadas para o novo ano(Imagem: FDR)
Aposentadoria 2024: Confira as mudanças e regras preparadas para o novo ano(Imagem: FDR)

Qual a melhor regra para aposentadoria em 2024?

Antes de pedir a sua aposentadoria é importante ficar atento a alguns fatores:

  • Confira os seus dados no Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais)
  • É importante saber se os empregadores inseriram os seus dados no sistema, como os salários de contribuição
  • Além disso, o sistema também pode apresentar se você tem direito a alguma aposentadoria especial
  • Você pode fazer a simulação e ver todas as opções disponíveis para você. Inclusive, o sistema vai te apresentar quanto tempo de contribuição falta para você atingir a regra.
  • É possível até que um mesmo trabalhador tenha direito a mais de uma regra. Nesse caso é importante analisar qual é mais vantajosa.
  • Aqui, pode ser interessante contratar um especialista para te orientar quanto as suas opções.

Valor da aposentadoria

A Reforma também trouxe a mudança no valor recebido, antes o trabalhador recebi 80% da sua remuneração. Com a Reforma ele passou a receber 60% da média salarial desde julho de 1994 até o mês anterior do pedido.

Essa regra se aplica aos trabalhadores que desejam se aposentar com o tempo mínimo de contribuição, sem pagar os pedágios criados na Reforma.

Por exemplo, se João tem uma remuneração mensal de R$ 2.500, após contribuir por 15 anos, sua aposentadoria será de R$ 1.500.

Com isso o valor da aposentadoria, provavelmente, não será o mesmo que o segurado recebia de salário. O cálculo é feito até que o teto do INSS, atualmente em R$ 7.507,49.

Quer simular a sua aposentadoria e saber quando se aposentar o valor a receber? Então, acesse o nosso simulador.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.