Auxílio Jovem segue funcionando e pagando R$ 1.000? Entenda

O benefício do Auxílio Jovem foi pago pelo Governo Federal algum tempo atrás. A ideia era oferecer um valor aos jovens e adolescentes como incentivo aos estudos. Agora, o assunto foi retomado.

Auxílio Jovem segue funcionando e pagando R$ 1.000? Entenda
Auxílio Jovem segue funcionando e pagando R$ 1.000? Entenda (Imagem: FDR)

Durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro foi pago o Auxílio Jovem. O benefício atingiu centenas e jovens e adolescentes em idade escolar. Ele foi pago as pessoas com bom desempenho escolar, esportivo, ou em outros campos.

Volta do Auxílio Jovem

  • Acontece que o benefício foi extinto pela atual gestão.
  • Por sinal, algumas pessoas, incialmente, confundiam esse benefício com os adicionais do Bolsa Família, mas ele não faz parte do programa.
  • No Bolsa Família o adicional de R$ 50 é voltado aos adolescentes com idade até 18 anos.
  • Além dele, existe o adicional de mais R$ 50 para famílias com gestantes.
  • E de R$ 150 para famílias com crianças de até seis anos.

O Governo não sinalizou que pretende retomar esse benefício, ou seja, as informações de retomada do Auxílio Jovem com depósitos de R$ 1 mil são falsas.

Benefícios para os jovens

  • Atualmente os jovens brasileiros contam com a ID Jovem, voltada a população entre15 e 29 anos que perderam os direitos garantidos pelo Estatuto da Juventude.
  • O documento garante a meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos.
  • Além de vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual.
  • Além desse benefício, o Governo criou uma Poupança Estudantil, que será um incentivo para a conclusão da educação básica.
  • A medida foi tomada após o alto nível de evasão escolar que o país vem enfrentando.
  • Para ter acesso a essa poupança será necessário estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais.

Quem pode receber o Bolsa Família

Para ter acesso aos adicionais citados no inicio da matéria é necessário estar inscrito no Programa Bolsa Família, que atende ao seguinte perfil:

  • Estar inscrito no CadÚnico.
  • Manter uma boa frequência escolar para crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos
  • Acompanhamento pré-natal para gestantes
  • Acompanhamento nutricional (peso e altura) das crianças até seis anos
  • Manter a caderneta de vacinação atualizada, independentemente da idade da criança.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.