Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil chega ao prazo final de consulta

Em setembro deste ano a Justiça Federal determinou o pagamento de R$ 15 mil para quem recebeu o Auxílio Brasil no último ano, e sofreu com vazamento de dados. Acontece que algumas pessoas que foram vítimas da falha no sistema sequer sabem que têm direito a indenização. Por isso a necessidade de consulta.

Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil chega ao prazo final de consulta
Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil chega ao prazo final de consulta (Imagem: FDR)

O Instituto Brasileiro de Defesa da Proteção de Dados Pessoais, Compliance e Segurança da Informação (Instituto Sigilo) entrou com uma ação contra o governo pelo vazamento de dados. A partir da análise da Justiça Federal foi decidido que os beneficiados pelo Auxílio Brasil seriam indenizados. 

Quem tem direito a indenização do Auxílio Brasil?

O Auxílio Brasil, em 2022, chegou a pagar 21,6 milhões de famílias em um único mês. A indenização, porém, não deve incluir tantas pessoas. De acordo com o Instituto Sigilo pouco mais de 400 mil titulares do benefício foram prejudicados com a falha do governo e por isso serão indenizados.

Estão inclusos nesta lista aqueles que:

Consulta a indenização do Auxílio Brasil

O Instituto Sigilo tem dado o suporte para que as pessoas que estão em dúvida sobre a possibilidade de receber a indenização, possam finalmente consultar qual a sua situação.

É preciso entender, porém, que caso esteja na lista de titulares com direito a indenização pelo Auxílio Brasil o pagamento não é imediato.

A Caixa, o governo e a Dataprev que são as partes acusadas no processo já informaram que entrarão com recurso. Isso significa que vão apresentar suas defesas para que não seja necessário o pagamento.

A consulta fica disponível online, e o titular pode se habilitar para acompanhar o andamento do processo.

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile