Novo RG: Quando preciso SUBSTITUIR pelo novo documento?

Criado para unificar todos os documentos e permitir uma série de facilidades para o cidadão, o novo RG já está disponível em boa parte do país. Até 2032, o documento será obrigatório em todo o país. Dessa forma, os cidadãos devem agilizar sua emissão para se adequar ao prazo.

Novo RG: Quando preciso SUBSTITUIR pelo novo documento?
Novo RG: Quando preciso SUBSTITUIR pelo novo documento? (Imagem: FDR)

O novo RG reúne importantes informações como CPF, número do RG, título de eleitor, carteira de motorista, entre outros. Com isso, o cidadão brasileiro passará a ter a opção de carregar consigo apenas um documento.

Além disso, a versão atualizada do RG também está disponível no formato digital. Dessa forma, o documento poderá ser acessado online, garantindo ainda mais simplicidade na hora de comprovar alguma informação.

Outra novidade está no fato que, com o novo documento, o número do RG será unificado em todo o país. Anteriormente, o cidadão contava com a possibilidade de realizar a emissão do RG em diferentes estados.

Assim, uma mesma pessoa poderia possuir dois RG’s e consequentemente, dois números de identificação do documento. Com a mudança, isso não será mais possível.

Veja como emitir o novo RG

  • Para receber sua nova versão do documento, o cidadão deverá procurar a Secretaria de Segurança do estado onde mora;
  • Em todo o território nacional, esse é o órgão é responsável pela emissão do novo RG;
  • No momento da solicitação, é preciso que o cidadão compareça ao local de agendamento com documentos que comprovem sua identidade;
  • A lista de exigências varia de acordo com o estado;
  • No entanto, tradicionalmente são pedidos os seguintes documentos: certidão de nascimento ou de casamento, em formato físico ou digital;
  • Outra opção é levar a versão antiga do RG que será atualizada.

Porém, vale lembrar que o novo RG ainda não está disponível em todos os estados. Por enquanto, a versão só está disponível nos seguintes locais:

  • Acre;
  • Alagoas;
  • Amazonas;
  • Goiás;
  • Mato Grosso;
  • Minas Gerais;
  • Pernambuco;
  • Piauí;
  • Rio de Janeiro;
  • Rio Grande do Sul;
  • Santa Catarina.

Confira mais informações sobre a emissão da nova versão do documento neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.