Caiu na malha fina? Receita Federal dá a melhor notícia para esses brasileiros

O lote residual do Imposto de Renda já está disponível para consulta a partir desta terça-feira, 24. A fase atual é a oportunidade disponibilizada pela Receita Federal para que os contribuintes que caíram na malha fina restituírem algum valor. 

Caiu na malha fina? Receita Federal dá a melhor notícia para esses brasileiros
Caiu na malha fina? Receita Federal dá a melhor notícia para esses brasileiros. (Imagem: FDR)

Quem caiu na malha fina poderá receber o lote residual ainda neste mês. Os depósitos estão agendados para o dia 31 de outubro. O crédito bancário de R$ 643.259.756,29, contemplará 354.509 contribuintes

O cidadão que caiu na malha fina pode verificar o status pelo portal Gov.br ou pelo e-CAC (Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal). Segundo a Receita Federal, o prazo para enviar a declaração retificadora do Imposto de Renda e regularizar a situação é de até cinco anos após a notificação.

Como consultar a malha fina do Imposto de Renda?

  1. Acesse o portal e-CAC e vá em “Entrar com gov.br”;
  2. Na página seguinte, informe o CPF e vá em “Continuar”;
  3. Depois, digite a senha e vá em “Entrar”;
  4. Em “Serviços em destaque”, vá em “Meu Imposto de Renda Depois;
  5. Clique em “Extrato da Dirpf” para saber qual o erro na declaração.

É possível fazer a conferência dos dados também pelo Portal Gov.br:

  1. Acesse o portal Gov.br;
  2. Entre no quadro de “Destaque”;
  3. Em seguida, clique em “Entregar Meu Imposto de Renda (DIRPF)”;
  4. Depois de acessar, clique em “Iniciar”.

No site da Receita Federal, também é possível verificar a situação seguindo estas etapas: 

  1. Acesse o site da Receita Federal;
  2. Clique em “Entrar com gov.br”, no canto superior direito;
  3. Depois, basta ir em “Fazer minha declaração” e em “Iniciar”.

Quem faz parte do lote residual do Imposto de Renda?

Serão contemplados 354.509 contribuintes. O valor total em restituição será de R$ 643,3 milhões. Da quantia total, o valor será distribuído entre contribuintes com prioridade, cerca de R$ 427 milhões e outros sem:

  • 6.106 contribuintes idosos acima de 80 anos;
  • 54.438 entre 60 e 79 anos;
  • 6.491 com alguma deficiência física ou mental ou portadores de moléstia grave;
  • 16.874 cuja principal fonte de renda é o magistério;
  • 119.040 que não possuem prioridade legal que usaram a declaração pré-preenchida ou receberam a restituição do Imposto de Renda via PIX;
  • Além destes, 151.560 contribuintes sem prioridade também serão contemplados.

Consulta ao pagamento residual do Imposto de Renda

  • Uma consulta para verificar a restituição do Imposto de Renda já está disponível. Acesse a página da Receita Federal em www.gov.br/receitafederal . Clique em “Meu Imposto de Renda” e depois em “Consultar a Restituição”.
  • A data de pagamento desse montante é 31 de outubro. O valor total da restituição é de R$ 643,3 milhões. Esse valor inclui juros calculados com base na taxa Selic.
  • Caso ocorra algum impedimento no crédito, os contribuintes podem reagendá-lo. O processo é simples e ágil, permitindo que os contribuintes recebam sua restituição sem atrasos. 
  • O reagendamento pode ser feito pelo Portal BB em https://www.bb.com.br/irpf ou através da Central de Relacionamento BB com os números 4004-0001 (para capitais), 0800-729-0001 (para demais localidades) e 0800-729-0088 (para deficientes auditivos).

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.