Bolsa Família “turbinado” ainda revela falhas na distribuição de renda brasileira

Mesmo com os aumentos e benefícios extras concedidos através do Bolsa Família, ainda foram constatadas falhas na distribuição de renda entre o povo brasileiro. Veja abaixo os números obtidos com o projeto social em 2023 e observe também o que foi ampliado e reajustado na sua base.

Valor do Bolsa Família pode ser aumentado com os benefícios extras; veja como ter acesso
Bolsa Família “turbinado” ainda revela falhas na distribuição de renda brasileira (Imagem: FDR)

Com o aumento aplicado ao valor base do programa e a adição de valores extras, o Bolsa Família deverá tirar mais de 10 milhões de pessoas da extrema pobreza em 2023. Porém, ainda é preciso muito trabalho, tendo em vista que ainda terão aproximadamente 45 milhões de pessoas nesta mesma situação.

Destes milhões de brasileiros, é preciso mencionar que 32,5 milhões destes cidadãos são negros. Ou seja, mais de 71% dos beneficiários do programa se consideram negros. Os números foram obtidos em pesquisa feita pelo Centro de Pesquisa em Macroeconomia das Desigualdades da Universidade de São Paulo.

O que isto mostra sobre o Bolsa Família?

Sobre o programa Bolsa Família, isto mostra a desigualdade salarial entre as pessoas brancas e negras do país. No princípio, também é possível analisar uma exclusão das pessoas negras dos mercados de trabalho formal. Apesar dos reajustes aplicados ao programa, 1 a cada 4 pessoas no programa são negras.

O objetivo do governo federal é reduzir, até o fim do mandato, cada vez mais esta distância. Outra meta com o Bolsa Família é retirar o Brasil do mapa da fome, onde retornou em 2022. Veja abaixo quais foram os valores que foram alterados neste ano e quais classes foram impactadas pelos reajustes aplicados.

Novos valores do programa social

Veja abaixo quais foram os novos valores estabelecidos pelo Bolsa Família em seu retorno, em 2023:

  • O valor base do programa foi ampliado para R$ 600,00; 
  • Famílias que possuem filhos(as) entre 0 e 6 anos terão acesso à um valor extra de R$ 150,00 por filho(a) nestas condições;
  • No caso de filhos(as) entre 7 e 18 anos incompletos, o valor extra concedido é de R$ 50,00; 
  • Para famílias que possuem mulheres grávidas em seu eixo, o governo também promove o pagamento extra de R$ 50,00;
  • O Programa Farmácia Popular também retornou para os beneficiários do Bolsa Família. Para obter mais informações, clique aqui e saiba mais. 

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e [email protected].