Seus dados do Auxílio Brasil vazaram? Consulta está aberta para checar indenização

É possível verificar a situação dos seus dados pessoais no Auxílio Brasil. Após vazamento, Instituto Brasileiro de Defesa da Proteção de Dados Pessoais, Compliance e Segurança da Informação (Instituto Sigilo) inaugurou um portal que permite que os beneficiários chequem suas condições. Entenda a seguir.

Seus dados do Auxílio Brasil vazaram? Consulta está aberta para checar indenização
Seus dados do Auxílio Brasil vazaram? Consulta está aberta para checar indenização. Imagem: FDR

Vale lembrar, contudo, que o pagamento de R$ 15 mil, estipulado pela Justiça Federal, não é garantido. O prazo para a conclusão do processo, aliás, segue indefinido.

O Auxílio Brasil foi lançado durante o governo de Jair Bolsonaro em 2021, mas foi extinto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2023, o governo retomou o Bolsa Família com novas diretrizes.

Como realizar a consulta sobre o Auxílio Brasil?

É rápido e fácil. Através do portal sigilo.org.br, o beneficiário consegue iniciar e finalizar a sua consulta a respeito do vazamento de dados do programa Auxílio Brasil. Confira o passo a passo:

  • Clique na opção “Conferir se tenho direito,” localizada no início da página;
  • Forneça informações como nome completo, e-mail, CPF e número de telefone. Além da concordância com a Política de Privacidade e os Termos de Uso.

A consulta informará se a pessoa consta na base de dados supostamente comprometida e se é elegível para receber compensação. É importante estar atento para fornecer dados atualizados e ajudar na busca.

O que disse a Caixa sobre o vazamento?

Em nota oficial divulgada após a decisão judicial, a Caixa afimou que não é culpada. Após levantamento interno, a empresa afirma não existir provas que sustentem a tese de que ela é a causadora dos vazamentos.

O banco também afirmou que vai recorrer a decisão. Ainda, a entidade disse estar aberta para cooperar com as investigações na busca pelo “verdadeiro culpado”, como destacou a Caixa Econômica.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].