Pesquisa divulga dados sobre profissões mais bem remuneradas e as que passaram a pagar mais no país

Levantamento apontou quais foram as profissões mais bem remuneradas de 2012 a 2023. Área de tecnologia é grande destaque da pesquisa. Por outro lado, profissões renomadas tiveram redução salarial nos últimos anos.

Pesquisa divulga dados sobre profissões mais bem remuneradas e as que passaram a pagar mais no país
Pesquisa divulga dados sobre profissões mais bem remuneradas e as que passaram a pagar mais no país (Imagem: FDR)

Uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas apontou quais são as profissões mais bem remuneradas no Brasil. o levantamento considerou os dados da Pnad Contínua do IBGE.

O estudo mostrou também que os médicos especialistas tiveram uma queda de 13% na remuneração média.

Os salários, aliado aos pacotes de benefícios e a carga horária são apontados como os principais fatores de retenção de profissionais.

Quais são as profissões mais bem remuneradas no Brasil?

O estudo considerou os profissionais com ensino superior e que atuam em empresas particulares e recém acima do valor de dois salários-mínimos.

Confira abaixo quais são as profissões com as melhores remunerações na última década:

  • Médicos especialistas – R$ 18.475 (queda de 13%)
  • Matemáticos, atuários e estatísticos – R$ 16.568
  • Médicos gerais – R$ 11.022 (queda de 37%)
  • Geólogos e geofísicos – R$ 10.011 (queda de 20%)
  • Engenheiros mecânicos – R$ 9.881 (queda de 7%)
  • Engenheiros não classificados anteriormente – R$ 9.451 (queda de 11%)
  • Desenvolvedores de programas e aplicativos (software) – R$ 9.210
  • Engenheiros industriais e de produção – R$ 8.849 (queda de 22%)
  • Economistas – R$ 8.645 (queda de 39%)
  • Engenheiros eletricistas – R$ 8.433 (queda de 22%)
  • Engenheiros de minas, metalúrgicos e afins – R$ 7.887 (queda de 14%)
  • Engenheiros civis – R$ 7.538 (queda de 41%)
  • Desenhistas e administradores de bases de dados – 7.301
  • Advogados e juristas – R$ 7.237
  • Engenheiros químicos – R$ 7.161 (queda de 52%)
  • Analistas de sistemas – R$ 7.005 (queda de 19%)
  • Desenvolvedores de páginas de internet (web) e multimídia – R$ 6.075

O grande destaque positivo do levantamento foi a área de Tecnologia que, além de gerar muitas vagas de emprego, também tem oferecido altos salários aos profissionais.

Os Desenvolvedores de páginas de internet (web) e multimídia, por exemplo, tiveram um aumento de remuneração de 91%.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.