Desenrola Brasil lança NOVA FASE com descontos SURPREENDENTES de até 96% em dívidas

Lançado neste ano, o programa Desenrola Brasil tem possibilitado que milhares de brasileiros realizem a renegociação de suas dívidas e possam restabelecer sua saúde financeira. O programa, criado pelo Governo Federal, entrará em uma nova fase, beneficiando um novo grupo da população do país.

Desenrola Brasil lança NOVA FASE com descontos SURPREENDENTES de até 96% em dívidas
Desenrola Brasil lança NOVA FASE com descontos SURPREENDENTES de até 96% em dívidas. (Imagem: FDR)

Até agora, o programa, que visa uma diminuição do endividamento no país e aumento da oferta de crédito, já passou por duas diferentes fases. A primeira delas já foi encerrada e beneficiou grande parte dos brasileiros. Já a segunda continua em vigor. Confira:

  • Fase 1 – voltada para brasileiros que possuíam dívidas de até R$ 100 contraídas até o dia 31 de dezembro de 2022. Essas pessoas tiveram os nomes retirados das listas de restrição de crédito
  • Fase 2 – voltada para a renegociação de dívidas com instituições financeiras e aberta para brasileiros que possuem renda mensal de, no máximo, R$ 20 mil

Como funcionará a nova fase do Desenrola Brasil?

Agora, durante a fase 3, a renegociação poderá ser realizada com empresas. Essa nova etapa inclui prestadoras de serviços essenciais como água, luz e gás, além de MEIs e outras instituições empresariais.

Todo o processo de renegociação deverá ser realizado por meio de uma plataforma que foi criada pelo Governo Federal e deverá ser lançada ainda neste mês, no dia 09 de outubro. Por meio dela, o cidadão poderá aderir ao acordo e negociar as condições de pagamento.

O limite das dívidas será de R$ 20 mil, no entanto, a prioridade serão os débitos de até R$ 5 mil. Entre as facilidades oferecidas estarão os descontos nos valores totais devidos, que poderão chegar a até 96%.

Além disso, o pagamento do acordo poderá ser realizado em até 60 vezes. Para tal, a parcela mínima deverá ser de R$ 50, já a taxa de juros ficará em 1,99% ao mês.

A nova fase também é voltada para um grupo específico de devedores. Estarão aptos a participar os brasileiros que possuem renda mensal de até dois salários mínimos. Atualmente, isso equivale a R$ 2.640. Além disso, também entram no grupo as pessoas que estão inscritas no CadÚnico do Governo Federal.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.