Ligações do INSS pegam os aposentados de surpresa com boas notícias

O Instituto Nacional do Seguro Social tomou uma atitude que chamou a atenção. Ligações do INSS têm pegado os aposentados e pensionistas de surpresa nos últimos dias. A iniciativa é voltada a segurados que aguardam a realização da perícia médica. 

Ligações do INSS pegam os aposentados de surpresa com boas notícias
Ligações do INSS pegam os aposentados de surpresa com boas notícias. (Imagem: FDR)

As ligações do INSS têm foco em segurados que aguardam a aprovação de benefícios por incapacidade temporária há mais de 45 dias, o famoso, auxílio-doença. Para recebê-lo, é preciso se submeter à realização da perícia médica. O procedimento, no entanto, reúne uma longa fila de espera. 

Como funcionam as ligações do INSS?

  • Na última segunda-feira, 25, as ligações do INSS tiveram início têm o objetivo de remarcar atendimentos, confirmar ou antecipar agendamentos de perícia médica ou avaliação social sem perícia médica presencial, somente com a apresentação de atestado médico. 
  • O INSS atualizou os números para as ligações, agora feitas através do (11) 2135-0135, atualizando o antigo número da central de atendimento. Esse novo número não aceita chamadas telefônicas nem possui suporte via WhatsApp.
  • Para garantir a transmissão das chamadas e evitar possíveis golpes, os cidadãos podem ligar gratuitamente para o número 135. Ao fazer isso, recebe uma mensagem de notificação no celular, enviada pelo número 28041.
  • Importante ressaltar que o INSS nunca solicita documentos, fotos, dados bancários ou senhas por meio de ligações. No contato da autarquia, serão fornecidas as informações, e qualquer pedido nesse sentido é uma tentativa de fraude.

Qual é a meta de redução da fila de espera do INSS?

  • O Instituto Nacional do Seguro Social tomou uma importante decisão que promete cumprir o objetivo de reduzir a fila de espera. A autarquia contabilizou cerca de 637,4 mil segurados aguardando pela perícia médica
  • Devido à amplitude da fila de espera, o INSS decidiu expandir a liberação do auxílio-doença à distância. Desta forma, o segurado terá a chance de enviar toda a documentação médica pela internet. Para isso, é preciso já ter o exame pericial marcado em uma agência da Previdência Social. 
  • A fila de espera já se tornou um problema recorrente entre os segurados e a própria Previdência Social. Por isso, o objetivo do INSS é reduzir o período em que os contribuintes aguardam pela análise do benefício. Hoje, esse tempo gira em torno de 180 dias. 
  • O processo de análise de documentos é agora conduzido de forma totalmente online, podendo ser requisitado através do site do INSS, do aplicativo Meu INSS ou pelo telefone 135. É essencial observar que a requisição por telefone requer a entrega física dos documentos em uma Agência da Previdência Social (APS) ou via plataforma Meu INSS
  • A plataforma Atestmed simplifica esse processo, estabelecendo um prazo máximo de 180 dias para a concessão do benefício. Em caso de recusa, é possível solicitar uma nova avaliação após 15 dias. Além disso, destaca-se que os benefícios baseados em incapacidade por acidentes agora podem ser processados com base apenas na Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT)

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.