Perícia médica do INSS pode ser antecipada por ligação e órgão explica como funciona

A partir desta segunda-feira (25) começa a ser colocado em prática um mecanismo que pretende agilizar a perícia médica do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). A ideia é que por meio de ligação o órgão e o segurado que necessita da perícia possam encontrar uma nova data para atendimento. 

Perícia médica do INSS pode ser antecipada por ligação e órgão explica como funciona
Perícia médica do INSS pode ser antecipada por ligação e órgão explica como funciona (Imagem: FDR)

No último sábado, 23, foi avisado que a perícia médica do INSS que estiver atrasada há mais de 45 dias ganhará uma chance de ser antecipada. O procedimento é obrigatório para conseguir a aprovação de benefícios por incapacidade, como auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez.

E ainda, também é critério para ter a liberação do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Mas, com o aumento da fila de espera dos requerimentos previdenciários, e do número de peritos habilitados pelo INSS a trabalhar, quem aguarda o auxílio tem sido prejudicado. 

O objetivo desta nova campanha da Previdência Social é agilizar a perícia médica do INSS que está mais atrasada, e assim diminuir o tempo na fila de espera. De acordo com informações do governo federal,  a antecipação vai ser feita pelo Atestmed, sistema pelo qual segurados podem enviar laudos e atestados.

A partir do documento, os peritos que estão em trabalho remoto vão analisar todas as informações. O atestado deve conter dados pessoais do segurado, a causa da doença, o período que ele precisa ficar afastado e o credenciamento do médico junto ao Conselho.

Como vai funcionar a antecipação da perícia médica do INSS?

A partir desta segunda-feira (25), o INSS vai entrar em contato via ligação com quem está aguardando a perícia médica. Vale para aqueles que estão esperando há mais de 45 dias, e que solicitaram o Benefício por Incapacidade Temporária, o antigo auxílio-doença.

Há, segundo o Instituto, 1,1 milhão de requerimentos aguardando a perícia médica do INSS para liberação do seu benefício. Deste total, 627 mil são perícias médicas iniciais, 250 mil avaliações de exames para o BPC para pessoa com deficiência, e 300 mil de outras perícias.

O procedimento funcionará assim:

  • O INSS vai entrar em contato via ligação pelo número (11) 2135-0135;
  • Será dada opção de remarcar o atendimento, ou antecipar agendamento de perícia médica e/ou avaliação social;
  • Todas as instruções serão dadas via telefonema, mas atenção, o INSS não pede número de documento, foto, número da conta corrente ou senha bancária.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]