Urgente! INSS anuncia antecipação do salário de 700 mil pessoas

Em uma ação inédita e emergencial, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) anunciou a antecipação do salário de 700.619 pessoas. A medida foi uma iniciativa do governo federal e do Ministério da Previdência Social. Juntos, os mais de 700 mil segurados recebem R$ 1,21 bilhão por mês. 

Urgente! INSS anuncia antecipação do salário de 700 mil pessoas
Urgente! INSS anuncia antecipação do salário de 700 mil pessoas . (Imagem: FDR)

Foi confirmado nesta sexta-feira (8) pelo INSS que o pagamento previdenciário de mais de 700 mil pessoas serão antecipados. Tratam dos segurados que moram no estado do Rio Grande do Sul, onde desde a última segunda-feira (4) as tempestades causadas pelo ciclone extratropical causaram uma tragédia.

A Defesa Civil do estado já confirmou pelo menos 46 mortes no estado, além de mais de 7 mil pessoas desabrigadas, e 122,9 mil atingidas com a crise. Há cidades, como Roca Sales e Muçum que foram totalmente devastadas e por isso precisarão ser reerguidas do zero.

O objetivo da liberação antecipada do INSS é oferecer para essas pessoas um valor para que consigam se reestruturar nesse período de crise. Os atingidos estão correndo contra o tempo, precisam buscar uma nova moradia, emitir novos documentos, e alguns sequer têm roupas para vestir porque perderam tudo na tragédia.

Além dos aposentados e pensionistas da Previdência Social, os trabalhadores com carteira assinada também poderão resgatar até R$ 6.220 do seu FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). E os pagamentos de contratos de financiamento habitacional nas cidades atingidas também foram prorrogados.

Pagamento do INSS no Rio Grande do Sul

O pagamento do INSS começa sempre na última semana do mês e dura até os primeiros dias do mês seguinte. O cronograma é dividido em duas partes, separando aqueles que ganham o piso dos que ganham o teto. Na primeira semana são contemplados os que têm direito ao piso.

No entanto, a fim de que os moradores do Rio Grande do Sul não tenham que esperar para receber o benefício previdenciário, neste mês de setembro ficou decidido que:

O segurado também pode optar por receber um benefício extra, em valor igual ao que já recebe. A parcela extra, contudo, precisa ser devolvida ao INSS. Funcionará como um crédito que poderá ser quitada em 36 vezes sem juros a partir do terceiro mês da opção.

Quem recebe benefício temporário, como auxílio doença, salário maternidade, e outros, não pode fazer essa antecipação.

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile