Mudança na Selic AFETA COMPLETAMENTE financiamento de veículos e rotativo do cartão de crédito

A redução na taxa básica de juros, que ocorreu na quarta-feira (2) e caiu para 13,25% ao ano, pode mudar muita coisa. Para quem busca compras a prazo, financiamento de carros e usa o rotativo do cartão de crédito, pode se surpeender.

Mudança na Selic AFETA financiamento de veículos e rotativo do cartão de crédito
Mudança na Selic AFETA financiamento de veículos e rotativo do cartão de crédito. (Imagem: FDR)

A recente decisão do Banco Central terá efeitos positivos para os consumidores. A mudança vem, especialmente, para quem compra a prazo, usa o rotativo do cartão de crédito ou financiou um carro.

Antes desta quarta-feira, a Selic caiu pela última vez em agosto de 2020, quando foi a 2% ao ano. Desde então, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central aumentou a taxa por diversas vezes, até ela atingir o patamar de 13,75%.

Entretanto, a diferença entre o corte na Selic e a queda nos juros cobrados dos consumidores é grande, explica Miguel José Ribeiro de Oliveira, da Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças). Segundo ele, as taxas médias para pessoa física alcançaram 126,26% ao ano.

“Isoladamente, uma queda pouco impacto traz. Entretanto, as várias reduções esperadas no conjunto já vão fazer a diferença”, explica Oliveira.

Benefícios da selic em queda para consumidores

Quanto mais baixa está a Selic, mais barato para o brasileiro contratar crédito no mercado. Mas a queda nos juros de empréstimos e financiamentos demora a chegar no bolso. Isso ocorre pois outros elementos influenciam o custo das prestações. E acabam envolvendo o risco de inadimplência e a política monetária.

Com a redução de 0,5 ponto percentual na Selic, a diferença na parcela de um carro de R$ 40 mil financiado em 60 meses é de R$ 11,32 a menos em cada prestação. Porém, no final do financiamento, o consumidor terá deixado de pagar R$ 679,10.

Um empréstimo pessoal de R$ 5.000, financiado em 12 meses, teria parcela mensal de R$ 536,79 com a Selic anterior, a 13,75% ao ano. A mesma parcela com a nova taxa de juros cai para R$ 535,55. A diferença é de R$ 1,24.

Em outra simulação, a prestação de uma geladeira de R$ 1.500 comprada no crediário fica R$ 0,39 mais barata com a nova taxa básica de juros.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!