Homem cai em golpe e acaba com nome sujo no Serasa; entenda o caso

Todos os dias precisamos ficar atentos para não cair em golpes. Um homem acabou sendo vítima de um golpe e ficou com o nome sujo na Serasa. Saiba o que fazer em casos como esse.

Homem cai em golpe e acaba com nome sujo no Serasa; entenda o caso
Homem cai em golpe e acaba com nome sujo no Serasa; entenda o caso (Imagem FDR)

Geralmente, em casos como esse, os criminosos usam os dados pessoais das vítimas para obter crédito. No fim das contas, além da fraude, o consumidor ainda fica com o nome negativado.

Usaram meus dados pessoais! O que fazer em casos de golpe como esse?

Ao Serasa, o advogado Cristiano Sobral, professor de Direito Civil e do Consumidor do CERS Cursos Online, orientou as pessoas sobre o que fazer se alguém usar seus dados pessoas.

“A primeira atitude assim que você souber que tem uma dívida que você não reconhece é procurar a instituição financeira. Pode ser o banco, a companhia de telefone ou loja”, disse ele.

Se a pessoa estiver negativada, ele orienta que a empresa seja contatada e que o consumidor peça que ela o retire o registro das listas de inadimplente. “Se isso não acontecer, o consumidor deve entrar na Justiça com uma ação de declaração de inexistência do débito”. 

Ainda de acordo com Sobral, a melhor solução é o acordo extrajudicial, mas o consumidor também pode pedir danos morais, se for o caso.

Documentos roubados ou furtados 

Caso você tenha seus documentos roubados ou furtados, é preciso se precaver de golpes que podem ser aplicados. Para isso, faça um Boletim de Ocorrências e cadastre um alerta na Serasa.

A partir disso, as empresas que consultarem a Serasa serão avisadas sobre a situação do consumidor. As empresas poderão pedir mais dados ou outros documentos que comprove a identidade de quem está portando o documento.

Dicas para se proteger 

Para ajudar as pessoas, a Serasa preparou algumas dicas especiais para proteger os nossos documentos pessoais:

  • Não perca da vista os seus documentos;
  • Não informe os números dos seus documentos em sorteios e promoções de empresa que você não conhece;
  • Não faça cadastro em sites que não sejam de confiança;
  • Desconfie de sites que anunciam produtos com preços muito abaixo do mercado;
  • Não compartilhe dados pessoais em redes sociais.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.