MEI é surpreendido com descontos inéditos na compra de carros 0 km

A expectativa do governo federal é de que o programa criado para diminuir o valor dos carros tenha duração de até 4 meses. Durante esse período pessoa física terá prioridade na compra de um veículo de passeio, e a pessoa jurídica vai conseguir redução para veículos de transporte. O MEI (Micro Empreendedor Individual), porém, tem mais chances de se beneficiar.

MEI é surpreendido com descontos inéditos na compra de carros 0 km
MEI é surpreendido com descontos inéditos na compra de carros 0 km (Imagem: FDR)

O MEI é o pequeno empreendedor que atua em atividades econômicas que movimentam a economia do país, mas ainda são mais compactas. Isso porque, seu faturamento anual está limitado a R$ 81 mil, não é possível abrir uma filial ou ser sócio em um outro empreendimento. O micro empreendedor pode contratar apenas um funcionário para ajudá-lo na empresa.

Caso ultrapasse essas regras precisará mudar o regime da sua empresa para acompanhar a expansão dos seus negócios. Uma das formas de investir no seu pequeno empreendimento é comprando um carro novo, e depois que o governo federal anunciou o programa de barateamento dos automóveis o interesse nesse produto cresceu.

Especificamente nesse programa do governo, nos primeiros 15 dias a partir da publicação da Medida Provisória que deu origem à ele, em 5 de junho, os carros de passeio devem ser vendidos para pessoa física. O MEI e demais empreendimentos terão prioridade para compra de veículos de transporte de cargas ou pessoas. 

Como MEI pode comprar carro mais barato?

O MEI não precisa depender do programa do governo federal – com previsão para durar quatro meses – para conseguir desconto na compra de um carro 0 km. Enquanto a nova medida pública prevê reduções de R$ 2 mil a R$ 8 mil nos modelos de carros populares, o empreendedor consegue diminuir em 30% o valor original do automóvel. 

Esse benefício é garantido porque o Imposto sobre Circulação de Mercadorias Serviços (ICMS) e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) não são tributados sobre esse veículo. A medida vale inclusive para outros regimes de empresas, mas possuem algumas regras como:

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile