Trabalhador de CARTEIRA ASSINADA ganha saque EXTRA em maio

Entre as principais medidas aprovadas pelo governo Lula até então, uma das que mais impactou a população brasileira foi o aumento do salário mínimo, focado para os trabalhadores que exercem a sua profissão com a carteira de trabalho assinada. Confira agora o saque extra que será proporcionado a partir de maio.

Governo garante a REDUÇÃO no preço dos alimentos a partir de nova medida econômica
Trabalhador de CARTEIRA ASSINADA ganha saque EXTRA em maio (Imagem: FDR)

O governo Lula vem aplicando uma série de ações que foram pensadas na população que vive em uma situação de vulnerabilidade social e econômica. Além disto, o Presidente Lula também aplicou um segundo aumento para aqueles trabalhadores que possuem a carteira assinada e que trabalham via regime CLT.

Já no primeiro mês de mandato, o governo federal havia aprovado um reajuste no valor do salário mínimo, levando o valor para R$1.302. Agora, a partir do dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, o governo aprovou um segundo reajuste no valor do piso salarial nacional; agora, o valor passa a ser de R$1.320. 

Este valor não será somente ampliado para os trabalhadores que recebem mensalmente o seu salário. Isto porque o salário mínimo é base para muitos pagamentos que são realizados no país. Entre esses pagamentos, podemos citar o pagamento do benefício PIS/PASEP, que também será ampliado.

Para aqueles que não conhecem, o Programa de Integração Social (PIS) e o Programa de Formação de Patrimônio do Servidor Público (PASEP) possuem intuitos similares, mas divergem no órgão emissor do pagamento e também na demanda de cada benefício.

Aqueles que possuem a carteira assinada serão agraciados com pagamento extra

Para aqueles trabalhadores que exercem a sua profissão via regime CLT em uma empresa privada, o pagamento do PIS, feito pela Caixa Econômica Federal, sofrerá um reajuste decorrente do aumento do salário mínimo. Assim como os servidores públicos que recebem o PASEP do Banco do Brasil também terão um reajuste.

Sem contar os pagamentos feitos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que terá um reajuste no pagamento de aposentadorias e benefícios como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que utiliza o piso salarial como base de remuneração aos seus beneficiários.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e flavioarcosta@gmail.com.