Como assim? Diversos usuários do NUBANK relatam SUMIÇO do saldo e ficam desesperados

Nesta quarta, 26, alguns clientes do Nubank tomaram um susto quando abriram o aplicativo do banco. Eles relataram nas redes sociais que o saldo de suas contas tinha sumido. Entenda o que aconteceu.

Como assim? Diversos usuários do NUBANK relatam SUMIÇO do saldo e ficam desesperados
Como assim? Diversos usuários do NUBANK relatam SUMIÇO do saldo e ficam desesperados (Imagem FDR)

O que aconteceu na verdade foi uma falha no aplicativo do Nubank. De acordo com apuração do portal g1, o aplicativo apresentava uma intermitência em que a informação sobre o saldo aparecia e desaparecia dependendo da tentativa de login 

Falha no aplicativo do Nubank 

De acordo com o portal Downdetector, que revela os problemas apresentados em canais digitais, foram detectadas cerca de 500 notificações recentes relativas ao app do banco na tarde desta quarta.

Ao ser procurado pelo g1, o banco digital explicou que aplicativo apresentou “instabilidade momentânea”, fazendo com que uma parcela dos clientes não conseguisse visualizar seu saldo. “A instabilidade foi resolvida e o aplicativo já está funcionando normalmente”,disse o banco ao portal de notícias.

Reclamações nas redes sociais 

Nas redes, diversos clientes relataram transações não realizadas e desaparecimento do saldo das contas. “Do nada meu saldo no Nubank caiu. Valei-me”, disse uma internauta. “Saldo no Nubank caiu. Mal sabiam eles que eu só tinha 25 centavos. Nem pra comprar pão dá”, disse outro. “Eu estava na boca do caixa para pagar meu almoço e o Nubank caiu, falou outra pessoa.

Nubank registra aumento no número de clientes 

A fintech revelou que sua base de clientes na América Latina aumentou cerca de 33% em 12 meses no primeiro trimestre, indo para 79,1 milhões. Deste total, cerca de 75,2 milhões são clientes que residem no Brasil.  Além do Brasil, o Nubank opera no México e na Colômbia.

A base de clientes , até o início desde mês, era formada por 80 milhões de pessoas, segundo dados do próprio banco. “Este crescimento é naturalmente revertido em aumento de receita por cliente, estruturado em três pilares para o desenvolvimento de nossos produtos: gestão financeira, objetivos transacionais e investimentos”, disse o presidente-executivo do Nubank, David Vélez, em comunicado publicado pelo Terra.

“A partir da premissa de que o dinheiro envolve todos os aspectos da vida de uma pessoa, estamos criando, em nível global, uma nova categoria entre as fintechs, que pode ser descrita como ‘Money Platform’, uma plataforma tecnológica que tem como objetivo que o cliente veja a otimização do dinheiro em seu próprio benefício”, disse Vélez através de e-mail enviado ao Canaltech.

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.