Polêmica envolvendo Itaú e Gusttavo Lima ganha novo episódio

Recentemente, um caso envolvendo o cantor Gusttavo Lima e o banco Itaú teve grande repercussão. O sertanejo ficou com o nome sujo após golpistas criarem uma conta falsa no banco usando o nome de Lima. Mas essa história ganhou um novo capítulo. Saiba os detalhes.

Polêmica envolvendo Itaú e Gusttavo Lima ganha novo episódio
Polêmica envolvendo Itaú e Gusttavo Lima ganha novo episódio(Imagem: FDR)

Esta história não acabou ainda e o Itaú teve que se pronunciar. Gusttavo questionou o banco sobre esta questão, uma vez que o artista afirmou que nunca abriu conta no Itaú.

Itaú se pronuncia sobre caso envolvendo Gusttavo Lima

De acordo com o Itaú, este caso teve o protesto cancelado. Sendo assim, Gusttavo Lima não será mais cobrado pela dívida que não era sua. “Nem conta no Itaú eu tenho. Como é que devo ao Itaú? Foi golpe, tenho 100% de certeza”, disse Lima ao jornalista Leo Dias.

gusttavo lima
Gusttavo Lima (Imagem: Redes Sociais)

O cantor disse ainda que nã arcaria com uma divida que não fosse sua, mas que caso realmente estivesse devendo, ele pagaria. 

O que disse o Itaú

“O Itaú Unibanco esclarece que, no caso em questão, não participou da relação comercial entre as partes e atuou apenas como emissor do boleto para a empresa que fez a cobrança. Neste papel, o banco realizou o protesto do documento por demanda da empresa, conforme definido no contrato de prestação desse tipo de serviço. Por fim, informa que o protesto já foi cancelado.”

Entenda o caso com detalhes 

O nome do sertanejo Gusttavo Lima acabou indo parar na empresa de proteção ao crédito Serasa em decorrência de uma dívida de R$6 mil no Itaú.

A história chamou a atenção pois o cantor ganha um cachê de cerca de R$1 milhão por show. Lima ainda é dono de aeronaves caríssimas.

A questão é que os advogados do artista afirmam que ele foi vítima de um golpe, uma vez que o cantor não reconhece a compra e nem a empresa que emitiu o boleto.

Por conta disso, Gusttavo entrou na Justiça na tentativa de cancelar esta dívida e também para retirar o nome da Serasa. Ainda foi pedida uma indenização de R$10 mil por danos morais.

A assessoria de Gusttavo disse através de nota publicada pela revista Quem que ele foi vítima de um golpe de falsa emissão de boleto. “A Balada Eventos, por intermédio de seu advogado Cláudio Bessas, declara que todas as medidas jurídicas já foram adotadas e, conforme já esclarecido, a dívida em questão não foi feita pelo artista”.

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.