Benefícios ocultos no CADÚNICO surpreendem milhares de brasileiros

A porta de entrada para a grande maioria dos benefícios sociais prestados pelo governo federal é a presença do titular no Cadastro Único, também conhecido como CadÚnico. Ele serve para inúmeras atividades, que muitas pessoas nem mesmo sabiam destas funções. Veja agora o que pode ser feito com o CadÚnico.

Mudanças no CADÚNICO surpreendem beneficiários que se preocupam com seus pagamentos
Benefícios ocultos no CADÚNICO surpreendem milhares de brasileiros (Imagem: FDR)

O CadÚnico, como é conhecido pela maioria da população, é responsável pela identificação, cadastro e registro das famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica no país. Desta forma, o governo federal possui um controle de como está a atual situação social do país.

Com isso, eles podem verificar a quantidade pessoas, atualmente, que não conseguem arcar com os seus gastos sozinhas, necessitando de um suporte do governo para que consiga fornecer uma renda e qualidade de vida para a sua família e, com isso, garantir saúde, educação e alimentação.

O fator “alimentos” vem sendo um assunto bastante tocado durante o governo Lula, que tem como objetivo a retirada do Brasil do Mapa da Fome, onde o país retornou, em 2020. Algumas medidas foram tomadas para que a população tenha acesso aos alimentos de uma forma mais segura.

O que o Cadúnico proporciona?

Para o recebimento de benefícios como o Vale-Gás e o Bolsa Família, é preciso estar ingresso no Cadastro Único. Isto porque são dois auxílios cedidos às famílias que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza. Ambos os benefícios, voltados ao uso alimentar, receberam um reajuste neste ano.

No caso do Vale-Gás, o benefício, anteriormente, era de 50% do valor médio nacional do botijão de gás tradicional, de 13kg; agora, o valor do benefício representa 100% do valor de um botijão tradicional. Esta medida busca diminuir casos de queimaduras decorrentes de tentativas de cozinhar sem o botijão.

Já o Bolsa Família, além de ter um aumento no seu valor base, indo para R$600, o beneficiário também vai contar com pagamentos extras que poderão ser entre R$50 e R$150. Esses são dois dos principais programas do governo federal, que são iniciados através da ingressão no Cadastro Único. 

Quem tem direito ao Cadastro Único?

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e flavioarcosta@gmail.com.
Sair da versão mobile