Você viu? Fantástico revela o que tem facilitado cada vez mais o golpe do consignado

No último domingo, 9, o Fantástico, da TV Globo, mostrou como criminosos estão aplicando golpes que envolvem o empréstimo consignado de maneira aprimorada. Agora os bandidos nem precisam mais ligar para as vítimas para obter dados pessoais. Entenda.

Fantástico revela o que tem facilitado cada vez mais o golpe do consignado (FDR)

Golpe do consignado aprimorado

Para obter os dados das possíveis vítimas e aplicar golpes, os bandidos precisavam ligar para as pessoas e se passar por um atendente de banco, do INSS, entre outros. Mas isso vem mudando. 

Agora, os criminosos conseguem comprar dados sigilosos e cópias de documentos através da internet. Alguns conseguem ainda obter estas informações com os próprios empregados do INSS.

A cada hora, são encaminhadas cerca de seis mil denúncias que envolvem irregularidades na contratação de empréstimo consignado para os Procons de todo o Brasil. Segundo registros realizados no último ano, uma reclamação é registrada a cada duas horas no Rio Grande do Sul.

O golpe do consignado está sendo facilitado por um novo mercado ilegal. Os bandidos embolsam o valor do empréstimo e a vítima fica com a dívida.

Mercado ilegal de dados pessoais

Dentro deste mercado ilegal, existem grupos que vendem o “kit fraude”, que nada mais é que um conjunto de dados e cópias de documentos o suficiente para contratar o consignado de forma ilegal. Um golpista, sem saber que estava sendo gravado, falou com o Fantástico e contou como isso funciona.

— Aqui dentro do nosso site, a gente tem vários, tem bilhões de cadastros, entendeu? Então, vamos supor, cliquei nesse aqui, vai me jogar para essa página onde vou encontrar todos os dados do cliente — contou o bandido, segundo o GZH.

No Kit ainda é possível ter acesso ao documento de identidade e a uma selfie em que a pessoa  mostra o rosto e o documento ao mesmo tempo. Este tipo de foto é usado como uma espécie de assinatura eletrônica para efetuar contratos de crédito.

— Então aqui a gente tem tudo, ó, RG, carteira trabalhista, carteira de motorista, é comprovante de tudo o que eu te informei (…) A gente encontra o que você deseja — complementou o golpista.

Como se proteger 

Sempre verifique seu extrato bancário para conferir se não há nada de anormal em sua conta. Caso perceba algo estranho, entre em contato imediato com as autoridades.

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.