Minha Casa Minha Vida concede financiamento totalmente gratuito? Entenda como funciona

Pontos-chave
  • O Minha Casa Minha Vida voltou a funcionar no país trazendo novidades;
  • O governo vai subsidiar de 80% a 95% do valor do imóvel;
  • As regras do financiamento depende da faixa de renda do cidadão.

Desde o anuncio do retorno do Minha Casa Minha Vida, as pessoas que têm interesse por comprar a casa própria buscam entender como esse tipo de financiamento funciona. Tudo porque, as informações são de que esse programa oferece a possibilidade de adquirir um novo imóvel de forma diferenciada. Mas, afinal, como isso realmente funciona? O FDR explica!

Minha Casa Minha Vida concede financiamento totalmente gratuito? Entenda como funciona
Minha Casa Minha Vida concede financiamento totalmente gratuito? Entenda como funciona (Imagem: FDR)

A primeira versão do Minha Casa Minha Vida foi lançada em 2009, naquela época Luís Inácio Lula da Silva (PT) vivia o seu segundo mandato como presidente do país. O programa foi o responsável por permitir que famílias de menor renda conseguissem financiar um imóvel, com parcelas pequenas, um longo prazo para pagamento e taxa de juros mais vantajosas.

Durante o governo de Jair Bolsonaro (PL) ele buscou trazer programas próprios, por isso substituiu o financiamento popular disponível pelo Casa Verde e Amarela. A grande crítica sobre esse programa bolsonarista, no entanto, foi o fato de ter diminuído o investimento para famílias da faixa 1, aquelas que possuem menor renda.

Pensando nisso, o governo Lula tratou de retomar o Minha Casa Minha Vida prometendo dar mais atenção para esse público. Para isso subiu o limite de renda da faixa 1 de R$ 1.800 por mês para R$ 2.640. Esse grupo também ganhou um novo teto do valor do imóvel que pode ser financiado, passando de R$ 96 mil para R$ 150 mil. 

Quem pode financiar imóveis no Minha Casa Minha Vida?

Embora a faixa 1 seja o grupo que vai receber mais atenção do poder público, eles não são os únicos que podem financiar imóveis no Minha Casa Minha Vida. Outros grupos também têm essa oportunidade, desde que respeitem o limite de renda estabelecido pelo governo federal.

Imóveis localizados na área urbana

Imóveis localizados na área rural

Outros requisitos para financiamento

O governo federal também estabeleceu requisitos para que o dinheiro liberado para subsídios do Minha Casa Minha Vida, ou seja, parte do imóvel que será pago pelo poder público, sejam dedicados a beneficiar:

GOVERNO ENTREGA MILHARES DE CASAS DO MINHA CASA, MINHA VIDA: VEJA COMO PARTICIPAR!

Minha Casa Minha Vida oferece imóveis gratuitos?

Não! O Minha Casa Minha Vida, na verdade, facilita o financiamento de um imóvel, mas a família vai precisar pagar por ele. O que o programa oferece são as vantagens como juros reduzidos comparado aos demais financiamentos, parcelas com valores menores, subsídios que vão de 80% a 95% do valor do imóvel. 

O restante do valor do imóvel que não é assumido pelo governo federal, precisa ser pago pelo beneficiário que vai fazer o financiamento. O que o poder público costuma fazer, e inclusive já está retomando, são os condomínios do Minha Casa Minha Vida.

Os imóveis são construídos pelo governo, depois vendidos as famílias por um valor abaixo do mercado e em parcelas menores. Para ser contemplado nesse caso é preciso participar de um sorteio, isso quando o número de interessados ultrapassa o número de imóveis disponíveis.

Para 2023, o Minha Casa Minha Vida assumiu cinco frentes de ação, ou seja, possuí plano para agir de cinco formas diferentes. São elas:

Como fazer o financiamento usando o Minha Casa Minha Vida?

O financiamento pelo Minha Casa Minha Vida é diferente dependendo da faixa que o cidadão se encaixa.

Faixa 1

Faixa 2 e 3

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile