Banco Central anuncia plataforma para consulta online de dinheiro esquecido

Desde maio de 2022 suspenso, o sistema de “Valores a Receber” do Banco Central volta a liberar a consulta de dinheiro esquecido. A ideia é que os brasileiros pessoa física e jurídica que têm alguma quantia que não foi resgatada possam receber esses valores. A novidade para esse ano é que além dos cidadãos ativos, está disponível a verificação do saldo ligado a pessoas já falecidas.

Banco Central anuncia plataforma para consulta online de dinheiro esquecido
Banco Central anuncia plataforma para consulta online de dinheiro esquecido (Imagem: FRD)

Desde às 10h dessa terça-feira (28), os brasileiros já podem acessar o site do Banco Central para verificar se têm dinheiro esquecido. Herdeiros, testamentário, inventariante ou procurador de pessoas falecida também terão essa oportunidade. O Sistema Valores a Receber (SVR) foi criado no ano passado, mas precisou atualizar a plataforma, por isso em maio do último ano ficou suspensa. 

O Banco Central tratou de incluir no SVR novos saldos que estavam esquecidos nos bancos, e por isso precisou desse tempo para conseguir alinhar as tecnologias. São esperados o pagamento de pelo menos R$ 6 bilhões nessa nova fase, sendo de 38 milhões de pessoas físicas e de 2 milhões de pessoas jurídicas. 

Embora a consulta do saldo já esteja disponível, o resgate do valor somente pode acontecer a partir de 7 de março. Isso significa que os interessados podem acessar a plataforma do SVR, mas saberão quanto tem de dinheiro esquecido a ser recebido e poderão fazer o saque da quantia apenas em março. Nesse caso, será preciso fazer o login no Gov.br.

Como consultar o dinheiro esquecido online

O processo de consulta de dinheiro esquecido é bem simples e acontece exclusivamente online. Para isso, basta acessar a plataforma do SVR e informar número de CPF e data de nascimento para pessoa física e pessoa falecida. Ou, número de CNPJ e data de abertura para empresas.

Caso haja algum dinheiro a ser resgatado, o sistema informa ” O CPF/CNPJ pesquisado tem valores a receber”. O resgate a partir de 7 de março será feito no Gov.br, disponível apenas para quem tem conta de nível prata ou ouro. A recomendação do Banco Central é de que as pessoas não deixem para criar sua conta, ou aumentar o nível de confiança no dia do resgate.

O passo a passo de consulta funciona assim:

  • Acesse o site do SVR;
  • Selecione “CPF” ou “CNPJ”;
  • Informe os dados solicitados e clique em “Consultar”;
  • O sistema vai informar se há dinheiro disponível.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]