Governo inicia busca por IRREGULARIDADES no Bolsa Família cancelando cadastros ativos

O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, confirmou mais uma vez que haverá a averiguação de dados no Bolsa Família. A ideia é excluir do grupo de contemplados aqueles que não correspondem as regras de acesso ao programa. Dessa forma, conforme informou Dias, será possível cancelar alguns cadastros e incluir novas famílias.

Busca ativa por irregularidades no Bolsa Família vai começar NESSE mês
Governo inicia busca por IRREGULARIDADES no Bolsa Família cancelando cadastros ativos (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

De acordo com Wellington Dias, a partir de fevereiro acontecerá a busca ativa por irregularidades no Bolsa Família. Ele também previu que o adicional de R$ 150 relativo as crianças de até seis anos deve ser incluso no pagamento do mês de março. Por hora, vale o nome Auxílio Brasil para o principal programa de transferência de renda do país.

Em 2 de janeiro foi publicada uma Medida Provisória que prorrogou o valor de R$ 600 para esse benefício, mas ele ainda não for relançado com o nome Bolsa Família. Devido as denuncias de fraude envolvendo o pagamento do Auxílio Brasil, o governo federal achou por bem fazer a averiguação de dados antes de relançar o programa petista.

O presidente Lula determinou que, em fevereiro, com início da atualização do Cadastro Único, possamos trabalhar a busca ativa, dando a mão a quem passa fome e está fora do Bolsa Família“, afirmou o ministro do Desenvolvimento Social.

Como vai funcionar a busca ativa no Bolsa Família

A ideia da busca ativa é analisar os dados disponibilizados pelo Cadastro Único, em que as famílias de baixa renda são inclusas. Contando com a ajuda das prefeituras, o governo federal poderá listar aqueles que não cumprem com os dados, mas ainda assim estão recebendo. E ainda, dar oportunidade de que novas famílias sejam inclusas flexibilizando o orçamento.

O representante da família será notificado sobre a necessidade de comparecer até uma unidade do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e comprovar os dados pendentes. Para isso, será preciso apresentar documento de identificação de todos os membros do grupo familiar, além de passar pela entrevista.

A princípio, o foco do pente-fino no Bolsa Família será para:

  • Famílias unipessoais, compostas por uma única pessoa;
  • Famílias que estão com dados desatualizados no Cadastro Único há dois anos.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com