Ministro da Educação anuncia aumento no piso salarial dos professores

Uma das primeiras ações do novo Ministro da Educação foi voltada à valorização dos docentes brasileiros. Segundo o MEC, a portaria que estabelece o novo piso salarial será publicada ainda nesta semana no Diário Oficial da União (DOU).

Ministro da Educação anuncia aumento no piso salarial dos professores
Ministro da Educação anuncia aumento no piso salarial dos professores (Imagem: FDR)

Notícia boa para os professores de todo o país, o novo Ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou o novo piso salarial para a classe. Por lei a remuneração mensal do magistério deve ser reajustada anualmente em janeiro de acordo com o mesmo percentual que será investido por aluno, definido pelo Fundeb.

O piso salarial para a classe foi criado no ano de 2008, de lá para cá a remuneração desses profissionais já melhorou bastante, mas, ainda precisa ser maior do reajuste anunciado.

Novo piso salarial dos professores

De acordo com o Ministro da educação o piso do magistério passa a ter o valor de R$ 4.420, isso representa um reajuste de 14,95% em relação ao ano anterior, quando o valor foi de R$ 3.845,63.

“Anuncio aos nossos professores e professoras que assinei portaria que estabelece o novo Piso Magistério 2023: R$ 4.420,55. O piso de 2022 era R$ 3.845,63. A valorização dos nossos profissionais da educação é fator determinante para o crescimento do nosso país”, informou o ministro através de uma rede social.

Ainda de acordo com o representante do MEC a portaria que estabelece esse valor deve ser publicada ainda nessa semana no Diário Oficial da União.

Vale lembrar que esse valor é referente a jornada de trabalho de no máximo 40 horas semanais.

De acordo com o Ministério da Educação o piso salarial dos professores é calculado da seguinte forma:

“… com base na comparação do valor aluno-ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) dos dois últimos anos.

O valor aluno-ano é o valor mínimo estabelecido para repasse do Fundeb para cada matrícula de estudante na educação básica por ano. O repasse do Fundeb envolve recursos provenientes da arrecadação de estados e municípios e da União, quando houver necessidade de complementação financeira”.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a nossa editoria de Carreiras.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.