Ministro da Educação comenta sobre suas primeiras ações frente ao MEC

Primeiros 100 dias de gestão geram bastante expectativa entre a população, no MEC vários desafios devem ser enfrentados. O novo ministro da educação falou sobre os primeiros planos para a pasta nesses quatro anos que virão.

Ministro da Educação comenta sobre suas primeiras ações frente ao MEC
Ministro da Educação comenta sobre suas primeiras ações frente ao MEC (Imagem: FDR)

Depois de empossar todos os ministros, os planos de governo começam a ser traçados para os próximos quatro anos. Camilo Santana, novo ministro do MEC falou sobre os primeiros passos de sua gestão frente à pasta. Esses primeiros 100 dias costumam ser de intensa análise e elaboração de estratégias.

É fato que algumas promessas de campanha foram feitas por Lula para a área da educação, depois de tomar posse e empossar Santana no MEC, é hora de fazer um levantamento sobre as necessidades reais da área.

Primeiras ações da nova gestão do MEC

Depois de se reunir com o presidente, Camilo Santana apontou duas prioridades da sua gestão frente ao Ministério da Educação: Retomada de obras e reajusta na merenda escolar.

Segundo Camilo o país tem 3.700 obras da educação paralisadas e já realiza estudos para fazer a retomada delas.

“A gente apontou inúmeras, centenas de obras paralisadas na área da educação no país. Estamos com uma equipe técnica do Ministério avaliando obras que estão paradas há muito tempo e que precisarão de reajustes para poder concluir”, afirma ele.

De acordo com o ministro a ideia é retomar obras que devem favorecer todos os níveis da educação, da creche aos institutos e universidades.

Santana também falou sobre aumentar o repasse feito pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) aos municípios e estados para a compra da merenda escolar, outra prioridade desse começo de mandato.

“O presidente está autorizando que a gente faça um estudo e, em breve, ele vai anunciar também o reajuste e o aumento repassado aos municípios, e, a ideia é fazer isto antes mesmo do início do ano letivo, a partir de fevereiro”, adiantou Camilo.

Está prevista uma reunião para o próximo dia 27 com os governadores dos vinte e seis estados mais o do Distrito Federal onde esses temas devem ser abordados.

“O presidente já quer retomar aí, andar, inaugurar obras no país, inaugurar creches, escolas, enfim, nós estamos fazendo tudo numa programação para que em breve ele possa percorrer estados brasileiros, municípios brasileiros, entregando obras importantes para a população na área da educação”, afirma o ministro.

Camilo Santana ainda falou em reativação do ENEM que tem perdido participantes; e mais uma vez relembrou que a prioridade do governo Lula quanto à educação é a educação básica.

“Precisamos construir políticas importantes para fortalecer e dar melhoria e qualidade de vida para as crianças e jovens do país, desta forma, é preciso que haja um regime de colaboração, para que se possa executar essa política”, destacou o ministro.

Outros pontos que receberão atenção do ministro são o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) e o Programa Universidade Parara Todos (Prouni).

Para mais informações sobre vestibular, concurso, vagas de emprego e cursos gratuitos, acompanhe a nossa editoria de Carreiras.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.