Atenção: Golpe que usa vagas de emprego para roubar dados e dinheiro está pegando muita gente

Golpistas seguem atraindo vítimas com falsas vagas de emprego, mas, agora o foco é um grupo específico de profissionais. As ações visam o sequestro de dados e também o roubo de dinheiro e Criptomoedas.

Atenção: Golpe que usa vagas de emprego para roubar dados e dinheiro está pegando muita gente
Atenção: Golpe que usa vagas de emprego para roubar dados e dinheiro está pegando muita gente (Imagem: FDR)

Ano novo, golpe antigo? É o que parece, os golpes com uso de falsas vagas de emprego seguem sendo praticando no Brasil. Os golpistas agora têm se atraído pelos profissionais da área de tecnologia e agora são praticados de uma forma diferente.

Agora os golpistas fazendo o processo de contratação do profissional para trabalho em home office, nos primeiros dias as atividades parecem caminhar bem. No entanto, aos poucos as tarefas exigem que o profissional gaste dinheiro com a promessa de que será reembolsado, é aí que o golpe começa.

O dinheiro nunca volta para a conta do profissional, nem ele recebe pelos seus serviços. Essa prática da falsa vaga de emprego ganhou o nome de “hiracking”, uma mistura de “hire”, de contratar, com “hacking”, nos EUA.

Golpe da falsa vaga de emprego

Com a popularização das Criptomoedas os golpistas passaram também a desejar essa moeda virtual, o consultor da área de tecnologia Yashaswi Singh, de Nova Déli, na Índia, quase foi vítima dessa ação criminosa.

O consultou recebeu uma proposta, passou pelas etapas de seleção, recebeu um comprovante de compra dos equipamentos que precisaria para o trabalho. No fim, os golpistas pediram que ele “comprovasse” o conhecimento com o mundo das Criptomoedas fazendo uma transação.

O valor não era alto, cerca de US$ 100 (aproximadamente R$ 522), no entanto, o profissional suspeitou do golpe e parou de responder aos supostos chefes.

“Se não fosse um golpe, eles teriam enviado pelo menos mais um e-mail para saber o que houve”, afirma ele.

Como se proteger dos golpes virtuais?

  1. Pegue referências, isso mesmo, como candidato é interessante que você pesquise sobre a empresa, principalmente em oportunidades remotas.
  2. Fique atento à ortografia, sim, pode parecer estranho, mas, alguns golpistas deixam passar erros grotescos por falta de atenção ou por não saber mesmo.
  3. Observe o endereço de e-mail, se o e-mail for pessoa, suspeite. Vale até pesquisar na página da empresa como são cadastrados os e-mails corporativos.
  4. Não faça instalações em seu computador, isso faz parte do golpe de sequestro de dados, mesmo que supostamente isso seja parte do processo seletivo.
  5. Não realize transações financeiras, mesmo que sejam de baixo valor.

Para mais informações sobre vestibular, concurso, vagas de emprego e cursos gratuitos, acompanhe a nossa editoria de Carreiras.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.