Fundação está com inscrições abertas para Programa Jovem Aprendiz

Programa Jovem Aprendiz é voltado a um grupo em específico de jovens. Nele os participantes terão acesso a curso de qualificação profissional e aos benefícios garantidos pela Lei da Aprendizagem.

Fundação está com inscrições abertas para Programa Jovem Aprendiz
Fundação está com inscrições abertas para Programa Jovem Aprendiz (Imagem: FDR)

A Fundação Pão dos Pobres abriu inscrições para o Programa Jovem Aprendiz para o curso de assistente de administrativo. A iniciativa tem foco exclusivamente nas pessoas com deficiência, inclusive, é necessário comprovar essa condição.

Jovem aprendiz Fundação Pão dos Pobres

Para concorrer às vagas é necessário ter a partir de 14 anos; carteira de trabalho (física ou digital), ter disponibilidade no turno da tarde, laudo com CID atualizado e, preferencialmente, morar em Porto Alegre ou Região Metropolitana.

Segundo a fundação, o programa tem os seguintes objetivos:

  • Desenvolver atividades de dinâmicas de grupo permitindo aos jovens e adultos com deficiência refletir sobre as relações interpessoais;
  • Desenvolver atividades de trabalho em grupo, priorizando os trabalhos em equipe;
  • Executar as rotinas básicas de operação de um computador;
  • Conhecer e executar todos os tipos de rotinas administrativas.

Inscrições

Os interessados podem se inscrever até 20 de janeiro através do formulário virtual. A seleção dos aprendizes vai acontecer de acordo com o seguinte cronograma:

  • Inscrições online, através deste formulário: 20 de dezembro de 2022 até 20 de janeiro de 2023.
  • Entrevistas individuais: 24 até 31 de janeiro de 2023.
  • Lista dos selecionados: 13 de fevereiro.
  • Início das aulas: 23/02/2023

Sobre a Fundação Pão dos Pobres

A Fundação O Pão dos Pobres de Santo Antônio foi criada em 1895 para amparar as viúvas e os filhos das vítimas da Revolução Federalista. Ao longo dos seus 125 anos, manteve seu carisma fundante, acompanhando os cenários dos tempos.

Atualmente, atende a 1,4 mil crianças, adolescentes e jovens. Sua missão se manteve alinhada, ao longo do tempo, com as políticas públicas no atendimento de crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade sociais, potencializando o seu desenvolvimento integral, numa perspectiva solidária construída por meio de práticas socioassistenciais.
O Pão dos Pobres, desde o seu início, nunca contou com recursos próprios e sobrevive graças ao apoio financeiro de convênios públicos, empresas e sociedade civil.

Fique bem informado com a editoria de Carreiras do FDR.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.