Bolsonaro APROVA LEI que estabelece um PISO SALARIAL de R$ 4.750

Desde maio deste ano quando foi aprovado pela Câmara dos Deputados, o texto que prevê a criação de um piso salarial para enfermeiros aguardava a sanção do presidente Jair Bolsonaro (PL). Em cerimônia que aconteceu no Palácio do Planalto, a medida finalmente virou lei e deve atingir além dos enfermeiros, os técnicos e auxiliares de enfermagem, e parteiras.

publicidade
Bolsonaro APROVA LEI que estabelece um PISO SALARIAL de R$ 4.750
Bolsonaro APROVA LEI que estabelece um PISO SALARIAL de R$ 4.750 (Imagem: FDR)

O texto sancionado que previu o novo piso salarial para equipe de enfermagem contou com apenas um veto, conforme o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga informou na cerimônia de sanção. Embora o presidente Bolsonaro não tenha participado do evento, sua esposa e primeira dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, estava presente.

De acordo com Queiroga foi vetado o trecho que previa o reajuste anual do piso com reajuste automático, com a justificativa de que “há problemas de inconstitucionalidades”.

publicidade

Em seu discurso o ministro afirmou que embora haja essa mudança, de um modo geral a enfermagem do Brasil se mostrou contente com a resolução. E finalizou dizendo “se a enfermagem está feliz, o ministro da Saúde também está“.

O texto original é de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES), tendo sido aprovado no Senado Federal em novembro de 2021. Em maio deste ano a Câmara dos Deputados também concordou com a medida, e bastava a sanção do presidente para que o texto virasse lei.

Qual o novo piso salarial dos enfermeiros

Segundo o texto, a partir de agora o piso salarial dos enfermeiros contratados pela iniciativa pública ou privada será de R$ 4.750 por uma jornada de trabalho de 30 horas semanais. Para as outras categorias que estão relacionadas ficou decidido a remuneração de: 70% do piso nacional dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem e 50% para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

Em julho também foi promulgado pelo Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que permite mais segurança jurídica à medida. Ficou definido nesta PEC que até o fim deste ano estados e municípios devem se adequar a remuneração dos cargos e os planos de carreira.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

A lei foi aprovada no Congresso Nacional, após um amplo debate. Todos os segmentos tiveram oportunidade de ali se manifestar, e o Congresso nacional é a casa do povo. Aprovou uma lei com maioria absoluta. Não há mais discussão, está sancionado, é lei, e ninguém está acima da lei“, afirmou o ministro Marcelo Queiroga.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.